COBERTURA ESPECIAL - Fuzileiros Navais - Naval

12 de Fevereiro, 2021 - 10:50 ( Brasília )

Força de Fuzileiros da Esquadra comemora 64 anos


A Força de Fuzileiros da Esquadra (FFE), principal braço operativo do Corpo de Fuzileiros Navais, festejou seu 64º aniversário, em cerimônia presidida pelo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Ilques Barbosa Junior, no Comando da Divisão Anfíbia, no Rio de Janeiro (RJ), em 10 de fevereiro.

A criação da FFE, ocorrida em 6 de fevereiro de 1957, possibilitou a realização da projeção de poder sobre terra por meio de operações anfíbias. Atualmente, a Força possui mais de sete mil militares prontos para qualquer missão designada pela Marinha. Possui, também, acervo bélico que lhe confere grande capacidade operativa com meios de Combate, Apoio ao Combate e de Apoio de Serviço ao Combate.

Em ordem do dia alusiva ao evento, o Comandante da FFE, Vice-Almirante (FN) Jorge Armando Nery Soares, enfatizou a crescente importância que a Marinha atribui aos Fuzileiros Navais (FN). Como exemplo, citou o Programa Estratégico “PROADSUMUS”, que prevê o incremento do poder de combate dos FN, e a publicação, em futuro próximo, da Concepção Estratégica de Emprego do Corpo de Fuzileiros Navais, documento que norteará o planejamento do preparo e do emprego desses militares.

 


 

Comandante da Marinha agraciou militares com maior tempo de tropa, números de saltos, horas de mergulho e número de dias de manobra e exercícios

 


Discorreu, ainda, sobre a participação da Força em operações reais ao longo dos anos, quer representando o Brasil junto a organismos internacionais, quer internamente, quando determinado, destacando em 2020 a atuação da tropa no combate à Covid-19, por meio dos Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais, no Comando Conjunto Leste e na Operação “Grande Muralha”.

No discurso de encerramento, o Comandante da Marinha expressou sua convicção em relação ao profissionalismo dos Fuzileiros Navais, destacando a importância do emprego do Conjugado Anfíbio, com meios da Esquadra e Distritais, em operações como a “Ágata Norte” e “Amazônia Azul, mar limpo é vida”.

 

[
 

Oficiais-Generais participantes do evento

Enfatizou ainda que, no momento, 34 mil militares estão atuando no combate à Covid-19 em prol da sociedade, em um esforço conjunto sem precedentes na história militar brasileira. Estiveram presentes à cerimônia, o Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Alipio Jorge Rodrigues da Silva, o Diretor-Geral do Material da Marinha, Almirante de Esquadra José Augusto da Cunha de Menezes, o Comandante-Geral do Corpo de Fuzileiros Navais, Almirante de Esquadra (FN) Paulo Martino Zuccaro, e outras autoridades navais. Este ano, em função da pandemia do novo coronavírus, a solenidade foi restrita a poucos convidados, sendo os antigos comandantes da Força representados por Oficiais-Generais da ativa e pelo Almirante de Esquadra (RM1-FN) Alexandre José Barreto de Mattos.


VEJA MAIS