COBERTURA ESPECIAL - Brasil - Rússia - Geopolítica

31 de Outubro, 2021 - 09:44 ( Brasília )

Rússia e Brasil continuam discutindo compra do sistema de mísseis de defesa aérea Pantsir-S1

As negociações para a aquisição de sistemas russos de mísseis antiaéreos e canhões pelo país estão em andamento desde 2013.

Nota DefesaNet
 

Em 2017, DefesaNet publicou: Exclusivo – Brasil Cancela Pantsir S1 Mira o S-300


Mostrava uma mudança de objetivo passando de defesa de ponto para média e grande altitude. Na oportunidade a FAB indicava a busca de um sistema similar ao russo S-300 de grande altitude. Em especial refletindo o impacto da operação dos S-300 pela Fuerza Armada Nacional Bolivariana (FANB), da Venezuela.

A grande preocupação operacional-estratégica do Brasil no Arco Norte.

A menção do Subdiretor do Serviço Federal de Cooperação Técnica Militar (FSMTC), Anatoly Punchuk, à Agência TASS, durante a exposição SITDEF no Peru, na semana passada,  tem o foco dos últimos movimentos do próprio presidente Putin em relação ao Brasil.

Durante a Conferência do Clube Valdai (22OUT2021) POutin mencionou: (em referência à participação do Brasil no Conselho de segurança)” Where is Latin America? We definitely need to consider this – a growing giant there such as Brazil.”

No momento em que algumas decisões deverão ser tomadas em Brasília, as peças do xadrez geopolítico mundial começam a serem movimentadas.

Obs – O sistema Pantsir S-1 após um início com performance insuficiente na Síria, em especial contra alvos aéreos de pequenas dimensões como drones e os temidos drones suicidas. Em um esforço tecnológico dos russos para atualizar os sistemas de detecção e de armas para enfrentar as novas ameaças.   

O Editor

 


Matéria da Agência TASS
 

Rússia e Brasil continuam discutindo compra do sistema de mísseis de defesa aérea Pantsir-S1
 
As negociações para a aquisição de sistemas russos de mísseis antiaéreos e canhões pelo país estão em andamento desde 2013. (veja a tag ‘Pantsir” abaixo com uma boa cronologia de matérias descrevendo aas negociações entre o Brasil e a Federação da Rússia)

LIMA, 31 de outubro. / TASS / Rússia e Brasil continuam discutindo a questão da possível compra pelo país latino-americano dos sistemas de mísseis antiaéreos e canhões Pantsir-S1 (ZRPK). O Subdiretor do Serviço Federal de Cooperação Técnica Militar (FSMTC), Anatoly Punchuk, anunciou isso à TASS durante a exposição internacional de armas SITDEF 2021.

"Atualmente, a questão da aquisição da Pantsir pelo lado brasileiro não foi retirada da agenda e continua a ser discutida", disse Punchuk.

Como observou o vice-chefe do FSMTC, anteriormente o Brasil havia demonstrado interesse em adquirir o sistema de mísseis de defesa aérea Pantsir-C1. “O Brasil estava trabalhando ativamente na questão da aquisição do moderno complexo russo Pantsir-S1. Isso se deu pela necessidade de garantir a segurança de importantes eventos internacionais realizados no país naquela época”, disse Punchuk.

As negociações para a aquisição de sistemas de mísseis de defesa aérea russos pelo Brasil estão em andamento desde 2013. Em maio de 2016, Alexander Fomin, então chefe do FSMTC, anunciou que a Federação Russa estava pronta para fornecer os complexos Pantsir para o Brasil, mas o contrato ainda não havia sido assinado por problemas internos no país.

Os sistemas de mísseis e canhões antiaéreos Pantsir-S1 são capazes de atingir alvos aéreos, terrestres e marítimos com munição de mísseis a várias distâncias a uma altitude de até 15 km. O alcance efetivo de tiro da artilharia chega a 4 km. A cadência de tiro do canhão antiaéreo de 30 mm é de até 5 mil tiros por minuto.




Sistema Pantsir S-1 em manobras com o Exército Russo
 

Matérias Relacionadas

Rússia Afirma que Forças da Síria abateram 72 Mísseis

Michel Temer - Visita a Moscou é Estratégica para o Brasil e a América Latina


Crise política brasileira não deve afetar negociação sobre sistema de defesa russo Pantsir


Brasil oficializa escolha do PANTSIR S1


BR-RU - VII Reunião da Comissão de Alto Nível Brasil-Rússia


Brasil e Rússia estreitam parceria técnico-militar e repassam negociações de artilharia antiaérea


Jaques Wagner: Compra dos Pantsir não é para agora


PANTSIR S1 - Compra pode ser concluída na visita de Dilma à Rússi
a

Análise: nova geração de sistemas de defesa antiaérea russos

MD recebe dirigente russo para estreitar parceria na área de Defesa


 


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Cyberwar

Cyberwar

Última atualização 01 DEZ, 09:30

MAIS LIDAS

Brasil - Rússia