COBERTURA ESPECIAL - TOA - Terrestre

31 de Março, 2017 - 10:00 ( Brasília )

Exército detém 16 garimpeiros e apreende ouro na Terra Yanomami, em RR

A apreensão ocorreu às margens do Rio Uraricoera nessa terça-feira (28).

O Exército Brasileiro em Roraima deteve 16 garimpeiros que atuavam ilegalmente na Terra Indígena Yanomami (TIY) nessa terça-feira (28) durante fiscalização da operação 'Curaretinga IX'.

Segundo a assessoria do Exército, os garimpeiros portavam cerca de 500g de ouro e um motor quando foram localizados, caracterizando assim a garimpagem ilegal na reserva indígena.

O grupo foi detido na região de Furo do Arame, às margens do rio Uraricoera, no interior da TIY por militares da 1ª de Infantaria de Selva. A ação foi feita em conjunto com a Polícia Federal.

O material apreendido e os 16 detidos foram encaminhados às instituições competentes para as providências cabíveis.

O Exército Brasileiro deu início à 'Operação Curaretinga IX' com o objetivo de combater atos ilícitos em toda extensão da fronteira e crimes ambientais em Roraima.

Além da fiscalização, o Exército realiza a partir desta segunda-feira passada (27) serviços cívico-sociais , que consistem em atendimento médico, odontológico e hospitalar às comunidades onde a operação atua.

As ações da operação, que são coordenadas pela 1ª Brigada de Infantaria de Selva, se iniciaram na quinta-feira (23) e seguem por tempo indeteminado.


ACISO

Além do patrulhamentos, a operação promove atendimentos de saúde às comunidades indígenas, por meio de Ações Cívico Sociais.

A Operação Curaretinga IX também disponibiliza serviços de atendimento à saúde. O membro do setor de Educação Profissional do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), Tatyanne Rezende, afirmou que a instituição está realizando ações cívico sociais junto ao Exército Brasileiro. “Vamos atuar no campo de beleza e saúde, levando ações de prevenção e tratamento, como atendimento odontológico, para as comunidades indígenas mais distantes”, destacou.

Já o Serviço Social da Indústria (Sesi) tem realizado atividades de lazer para os participantes. “São ações recreativas e brincadeiras destinadas às crianças. É uma satisfação agir em prol das comunidades indígenas, não podemos medir esforços para ajudar nesta iniciativa”, disse o representante do Sesi, Aníbal Valentino.

O diretor do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Airton Guedes, afirmou que o órgão está fornecendo medicamentos veterinários que serão usados nas comunidades indígenas da região da Raposa Serra do Sol pelos profissionais do Exército. “Devemos unir nossas capacidades e trabalhar de forma integrada para apoiar a sociedade roraimense. Só estamos cumprindo com o nosso dever”, destacou.

 

 


VEJA MAIS