18 de Julho, 2018 - 10:00 ( Brasília )

Terrestre

Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes do EB


O Exército Brasileiro adquiriu, nos anos 1990, cinco Baterias de Lançadores Múltiplos de Foguetes ASTROS II para modernizar a sua Artilharia de Campanha e de Costa.

O material foi distribuído em diversas regiões do território nacional. Em 2004, por intermédio da Portaria nº 619, do Comandante do Exército, de 24 setembro, decidiu-se centralizar o material ASTROS II, com a extinção dessas Unidades e a transferência do 6º Grupo de Artilharia de Costa Motorizado (6º GACosM) para Formosa (GO), transformando-o em 6º Grupo de Lançadores Múltiplos de Foguetes e Campo de Instrução de Formosa (6º GLMF/CIF).

A Portaria nº 022, do EME, de 28 de março de 2007, aprovou a diretriz de implantação do Centro de Instrução de Artilharia de Foguetes (C I Art Fgt), vinculado ao 6º GLMF/CIF, permanecendo dessa forma até a publicação da Portaria Nº 312, do Comandante do Exército, de 11 de abril de 2014, que criou e ativou o Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes (CI Art Msl Fgt)), com nova denominação, mas ainda vinculado ao 6º GLMF/CIF.

Por fim, em 2017, a Portaria nº 1.052, do EME, houve a ativação do CI Art Msl Fgt como organização militar e a nomeação de seu primeiro Comandante.

O Centro tem como missão especializar os recursos humanos no emprego e na logística do sistema de mísseis e foguetes e contribuir para a formulação da doutrina de emprego desse sistema da Artilharia do Exército Brasileiro.

Além disso, no corrente ano, recebeu militares do Exército da Indonésia, proporcionando aos militares de ambos os países o intercâmbio de conhecimento técnico-operacional do Sistema Astros.

O CI Art Msl Fgt está organizado da seguinte maneira: Diretor de Ensino; Divisão Administrativa; Divisão de Ensino; Divisão de Doutrina e Pesquisa, Divisão de Simulação e Divisão de Alunos.

 
 

Atualmente, são desenvolvidos os cursos e estágios listados abaixo no Centro de Instrução de Artilharia de Mísseis e Foguetes:

– Curso de Planejamento de Emprego do Sistema de Mísseis e Foguetes para Oficiais do QEMA;

– Curso de Operação do Sistema de Mísseis e Foguetes para Oficiais;

– Curso de Operação do Sistema de Mísseis e Foguetes para Sargentos;

– Curso de Manutenção Eletrônica do Sistema de Mísseis e Foguetes para Sargentos;

– Curso de Manutenção Mecânica do Sistema de Mísseis e Foguetes para Sargentos;

– Curso Internacional de Operação e Manutenção do Sistema de Mísseis e Foguetes;

– Estágio de Organização, Preparo e Emprego do Sistema de Mísseis e Foguetes para Majores e Capitães aperfeiçoados;

– Estágio de Meteorologia Balística;

O Centro é subordinado diretamente ao Comando Militar do Planalto, possuindo vinculação técnica à Diretoria de Educação Técnica Militar (DETMIL), que é responsável pela orientação técnico-pedagógica.

A visão de futuro do CI Art Msl Fgt é ser reconhecido, no âmbito do Exército, como um centro de instrução de excelência, voltado para a evolução constante da doutrina de emprego do Sistema de Mísseis e Foguetes, a especialização permanente dos quadros e o desenvolvimento contínuo das competências pessoais na busca pelo autoaperfeiçoamento.

Reconhecido nacional e internacionalmente, o CI Art Msl Fgt é, hoje, graças ao comprometimento e dedicação de todos aqueles que fizeram ou fazem parte de sua história, um centro de excelência no que diz respeito à capacitação dos recursos humanos que atuam dentro do Sistema de Mísseis e Foguetes.

 
 

Fotos: CI Art Msl Fgt / EB



ÚLTIMAS

Terrestre

MAIS LIDAS