10 de Maio, 2013 - 11:47 ( Brasília )

Terrestre

A Rússia na IDEF 2013: o Terminator irá surpreender

A Rússia apresenta na Feira Internacional da Indústria de Defesa IDEF 2013 (International Defence Industry Fair), a decorrer em Istambul entre 7 e 10 de maio, mais de 200 novos equipamentos e produtos militares.

Na opinião dos peritos, o artigo sensação da exposição será o veículo de combate de apoio a tanques (BMPT) russo que recebeu o nome de Terminator. Ele protege eficazmente contra as armas antitanque e possui um sistema de armas de combate antipessoal. No mundo não existem equipamentos idênticos a esse veículo. Na Turquia também serão exibidos os excelentes helicópteros multifuncionais, conta o porta-voz oficial da empresa Rosoboronexport Alexei Ventslovsky:

"O pavilhão da Rosoboronexport apresenta o helicóptero de reconhecimento e ataque Ka-52, o helicóptero militar de transporte multifuncional Mi-171Sh, o Mi-28NE de combate, o Mi-35M de combate e transporte e os helicópteros ligeiros multifuncionais Ansat e Ka-226. Também são apresentados outros aparelhos especialmente procurados pelo mercado mundial".

Nos últimos anos, o mundo tem revelado um interesse cada vez maior pelos sistemas de mísseis terra-ar de defesa antiaérea e antimíssil. Muitos países querem adquiri-los porque sem eles não se poderá falar de uma defesa nacional eficaz. A Turquia também está interessada nesses equipamentos. Ela está a estudar, nomeadamente, a possibilidade de adquirir o sistema russo de mísseis antiaéreos de longo alcance Antey-2500, que participa no concurso turco. Se o Antey vencer o concurso, a cooperação russo-turca na área de DAA e DAM poderá se tornar mais estreita, refere Alexei Ventslovsky:

"No âmbito do programa russo-turco de cooperação para o desenvolvimento de sistemas antiaéreos, a Rosoboronexport oferece aos seus parceiros o sistema antiaéreo Antey-2500 que também cumpre funções de defesa antimíssil. Em caso de se chegar a um contrato de fornecimento do sistema Antey-2500, a Turquia irá criar um complexo DAA-DAM russo-turco moderno e eficaz".

Existem motivos para o otimismo, considerando que os equipamentos da consórcio DAA Almaz-Antey são muito procurados no mundo. Tanto mais que os dois países tem já experiência de colaboração. Além disso, no caso da cooperação técnico-militar russo-turca, pode ser utilizado o modelo com a montagem do produto final na Turquia com a sua exportação posterior, refere Alexander Vassiliev do Instituto de Estudos Orientais da Academia das Ciências Russa:

"Anteriormente, esse modelo foi testado precisamente nas relações russo-turcas. Em 2004-2005, a Rússia forneceu à Turquia sistemas de mísseis antitanque Kornet-E. As primeiras remessas consistiam em produto acabado, mas o contrato previa a montagem na Turquia dos lotes finais. Entretanto, a participação dos componentes turcos deveria ir aumentando. Considerando a vontade turca de criar uma indústria de defesa que esteja concentrada ao máximo no seu próprio território, isso seria muito vantajoso. Nesse contexto, se pode propor uma forma de cooperação que inclua a reexportação conjunta do produto final para terceiros países".

No total, a exposição internacional IDEF 2013 acolheu a participação de mais de 500 empresas de dezenas de países. Os principais expositores, além da Rússia, incluem o Reino Unido, a Alemanha, a Itália, os EUA, a Turquia e a França.