10 de Novembro, 2015 - 11:18 ( Brasília )

Tecnologia

Fundação Ezute desenvolve simulador inédito, que começa a operar na Hidrelétrica Santo Antônio

Equipamento será inaugurado no dia 26 de novembro e permitirá que os profissionais da hidrelétrica atinjam a maturidade operacional em um curto período


A Fundação Ezute desenvolveu um simulador inédito no Brasil, que será instalado no Centro de Qualificação Operacional Santo Antônio, em Porto Velho (RO). O equipamento é resultado de um projeto de pesquisa e desenvolvimento do programa de P&D da ANEEL (Agência Nacional de Energia Elétrica) e será inaugurado no próximo dia 26 de novembro.

O simulador será utilizado na capacitação dos operadores da Hidrelétrica Santo Antônio, complementando o processo de certificação da equipe. Com o equipamento será possível construir um ambiente virtual dinâmico e imersivo, possibilitando a execução de manobras da hidrelétrica, em um ambiente idêntico ao real. Além disso, o equipamento permite simular também todo o sistema elétrico ao qual a Hidrelétrica Santo Antônio está conectada. Na prática, e de maneira bastante eficiente, o simulador apresenta ao operador em treinamento, cenários de contingências operacionais que poderão, algum dia, serem efetivamente enfrentados pelos operadores. Como consequência, espera-se abreviar o tempo que um operador leva para atingir a maturidade operacional.

O simulador é um avançado sistema computacional que reproduz virtualmente o funcionamento dos equipamentos principais e auxiliares da Hidrelétrica Santo Antônio. Ele mantém, fielmente, todas as características operacionais, fazendo interface gráfica com o operador no Sistema Digital de Supervisão e Controle (SDSC), o mesmo utilizado na Sala de Controle da usina.

Com o simulador, será possível aplicar metodologias semelhantes às utilizadas nas usinas nucleares. A tecnologia permite apresentar aos operadores três situações distintas – normais, urgência e emergência -, garantindo assim não apenas o funcionamento da hidrelétrica, mas também a segurança das pessoas e dos equipamentos, padronizando técnicas operacionais que passam a fazer parte dos procedimentos.

“A utilização intensiva do simulador configurará um avanço considerável no treinamento dos operadores, tanto no aspecto psicológico quanto no técnico. Por meio do treinamento imersivo em simulador, o operador terá familiaridade com os cenários operacionais mais relevantes da usina, sem necessidade de vivenciá-los no mundo real”, destaca o diretor de Mercado P&D Inovação da Fundação Ezute, Antônio Pedro. 

Sobre a Ezute

A Fundação Ezute é uma organização que atua em Engenharia de Sistemas, prestando serviços intensivos para, em parceria com o cliente, conceber, especificar, planejar e implementar projetos complexos. A Ezute tem origem em uma fundação, criada em 1997, designada pelo Governo Federal para ser a instituição integradora do projeto Sivam/Sipam (Sistema de Vigilância da Amazônia / Sistema de Proteção da Amazônia). Ao longo desses anos, a Ezute tem atuado em projetos estruturantes, sistemas tecnológicos complexos, em absorção e desenvolvimento de novas tecnologias e apoio à gestão de programas estratégicos, tanto na área civil quanto na de defesa.

A organização participa de projetos importantes junto às Forças Armadas, prefeitura e governo de São Paulo, Ministério dos Esportes, entre outros. Na área de cidadania, é parceira da Fundação Anita Pastore D´Ângelo e da Escola Aberta do Terceiro Setor. No setor de educação assumiu, em 2015, as operações do curso de inglês da União Cultural Brasil-Estados Unidos.

Sobre a Santo Antônio Energia

É a concessionária responsável pela construção e operação da Hidrelétrica Santo Antônio, localizada no rio Madeira, em Porto Velho (RO), e pela comercialização da energia gerada. Os acionistas da Santo Antônio Energia são: Furnas (39%), Odebrecht Energia (18,6%), SAAG (12,4%), Cemig (10%) e Caixa FIP Amazônia Energia (20%).