28 de Outubro, 2014 - 23:00 ( Brasília )

Tecnologia

AeroDesign - 95 Equipes competem em São José dos Campos

Estudantes do Brasil e do Exterior se reunirão no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial, entre 30 de outubro e 2 de novembro



A partir de 30 de outubro, São José dos Campos sediará a 16ª Competição SAE BRASIL AeroDesign, no Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA). A competição, que seguirá até 2 de novembro, receberá 95 aviões, projetados e construídos por estudantes de engenharia do Brasil e do Exterior. Dos 95 projetos, oito são de equipes estrangeiras - Venezuela, México, Peru e Polônia.

Para participar da competição, as equipes, que somam aproximadamente 1,3 mil participantes entre estudantes e professores orientadores – oriundas de 68 instituições de ensino superior –, foram desafiadas a projetar e construir aviões radiocontrolados segundo o regulamento da SAE BRASIL.

Participantes – As 87 equipes brasileiras representam 16 Estados, mais o Distrito Federal. O Estado com maior número inscrições é São Paulo, com 26 equipes, seguido de Minas Gerais, com 18; Rio Grande do Sul, com 11; e Santa Catarina, com cinco.

Rio de Janeiro e Pernambuco contam com quatro equipes cada. Distrito Federal, Paraná e Rio Grande do Norte são representados por três equipes cada. Bahia e Piauí possuem duas equipes cada. Pará, Amazonas, Ceará, Paraíba, Mato Grosso e Espírito Santo estão com uma equipe cada.

Devido à crescente procura pela competição a cada ano – em 2013 foram 105 equipes inscritas –, pela primeira vez a SAE BRASIL optou por limitar número de equipes, considerada a capacidade disponível em recursos humanos e infraestrutura para conduzir a competição com eficácia operacional e segurança de todos os envolvidos.

Para a edição de 2014, o número máximo foi 95. Houve fila de espera de 35 equipes interessadas em participar da competição.

Aeronaves – A competição possui três categorias: Classe Regular, Classe Advanced e Classe Micro. Entre as novidades do regulamento deste ano, as aeronaves das Classes Regular e Advanced poderão transportar qualquer tipo de material como carga útil, exceto chumbo. Já as aeronaves da Classe Micro deverão transportar bolinhas de tênis. Nas três categorias, as aeronaves deverão decolar em distância máxima de 61m.

Para competir na Classe Regular, as aeronaves devem respeitar uma limitação de área projetada (vista superior), cuja somatória não pode exceder 0,775m². São permitidas apenas aeronaves monomotores – e o motor deve ser selecionado entre cinco indicados no regulamento.

Na Classe Advanced, a única restrição de projeto é o peso vazio da aeronave, que não poderá exceder 3kg. A seleção do número de motores e do tipo do motor é totalmente livre, podendo ser a combustão ou elétrico.

Na Classe Micro, as bolas de tênis a serem transportadas deverão estar em compartimento fechado e não poderão estar presas entre si. Todas as aeronaves devem carregar a mesma carga em todos os voos: 40 bolinhas. A pontuação de voo será dada de acordo com o peso vazio da aeronave e o número de voos que a equipe conseguirá realizar com sucesso. Para esta categoria não existem restrições geométricas nem ao número de motores, todos elétricos, porém a equipe deverá ser capaz de transportar a aeronave desmontada em caixa de 0,175m³.

Provas – As avaliações e a classificação das equipes serão realizadas em duas etapas: Competição de Projeto e Competição de Voo, conforme o regulamento baseado em desafios reais enfrentados pela indústria aeronáutica e disponível no site da SAE BRASIL – www.saebrasil.org.br.

Ao final do evento, duas equipes da Classe Regular, uma Classe Advanced e uma da Classe Micro, que obtiverem melhores as pontuações, ganharão o direito de representar o Brasil na SAE Aerodesign East Competition, em 2015, nos EUA, onde equipes brasileiras acumulam histórico expressivo de participações: sete primeiros lugares na Classe Regular, quatro na Classe Advanced e um primeiro lugar Classe Micro. A SAE East Competition é realizada pela SAE International, da qual a SAE BRASIL é afiliada.

Organizado pela Seção Regional São José dos Campos, da SAE BRASIL, o Projeto AeroDesign é um programa de fins educacionais que tem como principal objetivo propiciar a difusão e o intercâmbio de técnicas e conhecimentos de engenharia aeronáutica entre estudantes e futuros profissionais da engenharia da mobilidade, por meio de aplicações práticas e da competição entre equipes, formadas por estudantes de graduação e pós-graduação (stricto sensu), de Engenharia, Física e Tecnologia relacionada à mobilidade.

“As competições estudantis da SAE BRASIL são provas de engenharia criadas para desafiar os jovens a praticar conhecimento técnico com ousadia e criatividade, além de fazer com que tomem contato com a gestão de projeto em todos os seus aspectos, inclusive o financeiro. É verdadeiramente uma experiência extracurricular que faz diferença na formação do engenheiro”, analisa Ricardo Reimer, presidente da SAE BRASIL.

16ª Competição SAE BRASIL AeroDesign
30 de outubro a 2 de novembro – Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA) – São José dos Campos/SP

Total de equipes inscritas = 95 (105 em 2013)
? estrangeiras = 8
? de equipes brasileiras: 87
? de instituições de ensino: 68
? médio de estudantes inscritos: 1.313 participantes
? equipes: Classe Micro: 26 / Regular: 64 / Advanced: 5


SUL
Paraná (3 equipes / 2 instituições)
UTFPR – Universidade Tecnológica Federal do Paraná – equipes Acalantis e UTFalcon
UNIOESTE – Universidade Estadual do Oeste do Paraná – equipe AeroCataratas

Rio Grande do Sul (11 equipes / 8 instituições)
UFRGS – Universidade Federal do Rio Grande do Sul – equipes Pampa Aerodesign Advanced e Pampa Aerodesign Regular
UFSM – Universidade Federal de Santa Maria – equipe Carancho
FAHOR – Faculdade Horizontina – equipe MasBáh Aerodesign
UNISC – Universidade de Santa Cruz do Sul – equipe Kamikase
UCS – Universidade de Caxias do Sul – equipes Aerovin e Aerosul
IFRS – Instituto Federal Rio Grande do Sul (campus Farroupilha) – equipes Ifarrapos e Ifarrapos Micro
UNIPAMPA – Universidade Federal do Pampa – equipe Aeropampa
URI – Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (campus Santo Ângelo) – equipe Aeromissões

Santa Catarina (5 equipes / 2 instituições)
UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina – equipes Albatroz AeroDesign e Albatroz Aerodesign Micro
UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina – equipes Céu Azul Micro, Cem Asas e Céu Azul Aeronaves

SUDESTE
Espírito Santo (1 equipe / 1 instituição)
UFES – Universidade Federal do Espírito Santo – equipe Aero Vitória Espírito Santo

Minas Gerais (18 equipes / 11 instituições)
UFMG – Universidade Federal de Minas Gerais – equipes Uai, Sô! Fly!! e Uai, sô! Fly!!! Kids
UFOP – Universidade Federal de Ouro Preto – equipe 12 Bis
CEFET-MG – Centro Federal Tecnológico de Minas Gerais – equipes Cefast Aerodesign e Aerotrônica
PUC MINAS – Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais – equipe Flying Priest
UFJF – Universidade Federal de Juiz de Fora – equipes Raptor e Microraptor
UFV – Universidade Federal de Viçosa (campus Florestal) – equipes Acauã e Acauazim
UFSJ – Universidade Federal de São João Del Rei – equipes Trem Ki Voa Micro e Trem Ki Voa
UFTM – Universidade Federal do Triângulo Mineiro – equipe Triângulo Aéreo
UFU – Universidade Federal de Uberlândia – equipes Tucano e Tucano Micro
UNIFEI – Universidade Federal de Itajubá – equipes Uirá e Uirá Micro
Faculdade Pitágoras – Uberlândia – equipe Apollo

Rio de Janeiro (4 equipes / 3 instituições)
PUC-RIO – Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – equipe AeroRio
UFF – Universidade Federal Fluminense – equipes Blackbird Aerodesign e UFForce Aerodesign
UFRJ – Universidade Federal do Rio de Janeiro – equipe Minerva Aerodesign

São Paulo (25 equipes / 19 instituições)
Grande São Paulo
Centro Universitário da FEI – equipe FEI
UNINOVE – Universidade Nove de Julho – equipe Ícaro
POLI USP – Escola Politécnica da USP – equipe Keep Flying
MACKENZIE – Universidade Presbiteriana Mackenzie – equipe Mechane
MAUÁ – Instituto Mauá de Tecnologia – equipe Obelix
IFSP – Instituto Federal de São Paulo – equipe Taperá Baby
UFABC – Universidade Federal do ABC – equipe Harpia

Interior de SP
ITA – Instituto Tecnológico de Aeronáutica – equipe Leviatã
UFSCAR – Universidade Federal de São Carlos – equipes UFSCar Dragão Branco e Dragão Branco Micro
FHO – Fundação Herminio Ometto – Uniararas – equipe Iuna Uniararas
EESC USP – Escola de Engenharia de São Carlos da Universidade de São Paulo – equipes EESC-USP Alpha, EESC-USP Bravo e EESC-USP Mike
FATEC São José dos Campos – Faculdade de Tecnologia – equipes Megazord Aerodesign e Coruja Aerodesign
UNICAMP – Universidade Estadual de Campinas – equipe Urubus
ETEP Faculdades (campus São José dos Campos) – equipes Etep Flying Regular e Etep Flying Micro
IFSP – Instituto Federal de São Paulo – equipe Taperá Baby
UNISAL – Centro Universitário Salesiano de São Paulo – equipe AeroUnisal
UNESP Guaratinguetá – Universidade Estadual Paulista – equipe Aerofeg
UNESP Bauru – Universidade Estadual Paulista – equipes FEB Open, FEB Regular e FEB Micro
UNESP Ilha Solteira – Universidade Estadual Paulista – equipe Zebra

CENTRO-OESTE
Distrito Federal (3 equipes / 2 instituições)
UNIP-DF – Universidade Paulista do Distrito Federal – equipe Antonov
UnB – Universidade de Brasília – equipes Draco Volans e FGAir

Mato Grosso (1 equipe / 1 instituição)
UFMT – Universidade Federal de Mato Grosso – equipe Pantaero

NORDESTE
Bahia (3 equipes / 3 instituições)
UFB – Universidade Federal da Bahia – equipe Axé Fly
FIB – Centro Universitário Estácio da Bahia – equipe Optimus
UNIVASF – Universidade Federal do Vale do São Francisco – equipe F-Carranca

Ceará (1 equipe / 1 instituição)
UFC – Universidade Federal do Ceará – equipe Aeromec Aerodesign

Paraíba (1 equipe / 1 instituição)
UFCG – Universidade Federal de Campina Grande – equipe Parahyasas

Pernambuco (3 equipes / 2 instituições)
UFPE – Universidade Federal de Pernambuco – equipes Mandacaru Aerodesign e Mandacaru Micro
UPE – Universidade de Pernambuco – equipe Tenpest Aerodesign Team

Piauí (3 equipes / 2 instituições)
UFPI – Universidade Federal do Piauí – equipes Delta do Piauí e Delta do Piauí Micro
IFPI – Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Piauí – equipe Sol do Equador

Rio Grande do Norte (3 equipes / 2 instituições)
UFERSA – Universidade Federal Rural do Semi-Árido – equipe Pegazuls
UFRN – Universidade Federal do Rio Grande do Norte – equipes Car-Kará Aerodesign e Car-Kará Micro


NORTE
Pará (1 equipe / 1 instituição)
UFPA – Universidade Federal do Pará – equipe Uirapuru SHIELD

Amazonas (1 equipe / 1 instituição)
UEA – Universidade do Estado do Amazonas – equipe Urutau Aerodesign

ESTRANGEIRAS
México (2 equipes / 2 instituições)
CEDVA – equipe CUIM-ZENIT
IPN-ESIME Ticoman – equipe Kukulcan Aerodesign

Venezuela (4 equipes / 3 instituições)
UNEFA – Universidad Nacional Experimental Politécnica de La Fuerza Armada – equipe Aerodesign Venezuela
Universidad Simón Bolívar – equipes Aero Design SAE USB e SAE Aerodesign USB Litoral
UCV – Universidad Central de Venezuela – equipe SAE Aerodesign UCV

Peru (1 equipe / 1 instituição)
Universidad Tecnológica del Peru – equipe Tunqui Aerodesign

Polônia (1 equipe / 1 instituição)
Poznan University of Technology – equipe Spirit of RWD5bis



ÚLTIMAS

Tecnologia

MAIS LIDAS