COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Tecnologia

08 de Dezembro, 2011 - 10:11 ( Brasília )

Satélite PAZ - Maior Programa Espacial da Espanha

INDRA LIDERA O DESENVOLVIMENTO E FORNECIMENTO DO SEGMENTO TERRESTRE DO SATÉLITE PAZ POR 9 MILHÕES DE EUROS

·  A companhia entregará os principais sistemas que gerenciaram em terra o que é considerado o projeto espacial mais complexo realizado pela Espanha
 
·  Esta referência reforça a competitividade da Indra no mercado internacional e suas opções para contratos similares
 
· A tecnologia da Indra será chave para o desenvolvimento de um dos elementos centrais da missão, o Centro de Processamento de Dados
 
A Indra, uma das principais multinacionais de Tecnologia da Informação da Europa e da América Latina, liderará o desenvolvimento e fornecimento do segmento terrestre completo do satélite Paz de Observação da Terra e se encarregará de entregá-lo pronto para sua entrada em serviço. O importe dos contratos concedidos à Indra pela INTA, organização do Ministério  da Defesa da Espanha, está na casa dos 9 milhões de euros e o prazo de execução é de 24 meses.
 
A companhia se responsabilizará pela integração de todos os sistemas que gerenciam em terra o que será o maior e o mais completo satélite construído na Espanha. Este projeto melhora o posicionamento da Indra para liderar futuros projetos de características similares na Europa ou em outros países.
 
O segmento terrestre será o encarregado de controlar o satélite e o sensor de radar do Paz e de gerar, validar, calibrar, armazenar e difundir imagens geradas. A Indra integrará todos os sistemas que se localizam nas instalações da INTA, em Torrejón e Maspalomas e no Centro de Dados de Defesa no Centro de Sistemas Aerospaciais de Observação (CESAEROB), localizado na Base Aérea de Torrejon, Espanha.
 
A companhia também se responsabilizará por todas as atividades de gestão, engenharia de sistemas e de validação e verificação do segmento terrestre para assegurar o êxito da missão. Para que os operadores se familiarizassem com a tecnologia, a Indra oferecerá a formação necessária.
 
O cérebro da missão
 
A Indra será responsável pelo desenvolvimento de um dos elementos chave do segmento terrestre. Trata-se do Centro de Tratamento de Dados, o elemento encarregado da geração dos produtos, as imagens de radar que solicitam os clientes, sejam militares ou civis. Estas imagens serão elaboradas a partir dos dados captados pelo sensor SAR do satélite Paz.
 
A tecnologia desenvolvida pela Indra permitirá a gestão das petições dos usurários; a monitorização de todo o processo; e a recepção da telemetria de radar e dos dados precisos para processar. Por último, o sistema comprovará que os produtos alcançam a qualidade, precisão e prestações estabelecidas e os entregará através de uma interface ao usuário.
 
O desenvolvimento deste sistema se soma ao de um conjunto de subsistemas transversais, que prestarão serviço a todos os elementos que formam parte do segmento terreno. Entre eles, destaca o sistema de redes de comunicação que unirá todos os centros que se distribui a infraestrutura e que se adequará para assegurar que a informação seja trocada de forma confidencial.
 
Os requisitos e a exigência tecnológica do programa Paz destacarão a capacidade da companhia para liderar os projetos de teledetecção mais exigentes e elevará sua competitividade em outros mercados.  
 
A Indra acumula mais de 25 anos de experiência neste campo tendo levado adiante projetos emblemáticos como a implantação do Segmento Usuário espanhol do programa de satélites Hélios I e II, o do satélite SMOS, assim como do segmento usuário espanhol da constelação de satélites Pleiades. Também realizou a implantação do centro de processamento avançado para geração de dados de alto nível do SMOS e do centro de exploração de imagens (SIGESTREDI), para aplicações militares, entre outras referências.
 
Programa Paz
 
A missão PAZ, dentro do Programa Nacional de Observação da Terra (PNOT), impulsionado pelo Ministério da Defesa espanhol junto ao de Indústria, Comércio e Turismo é uma missão de uso civil e militar. Entre as funções que desempenhará está a vigilância, cartografia de alta resolução, controle de fronteira, suporte tático em missões no exterior, missões de salvamento, gestão de crises e riscos, avaliação de catástrofes naturais, controle de meio ambiente e vigilância do ambiente e pirataria marítima. Terá capacidade para cobrir cada dia uma área de mais de 300.000 km quadrados da superfície do planeta e de enviar centenas de imagens diárias com uma resolução espacial de um metro quadrado.
 
Indra

A Indra é uma das principais multinacionais de Tecnologia da Informação da Europa e da América Latina. É a segunda companhia europeia de seu setor por investimentos em P&D, com cerca de 500 milhões de euros investidos nos últimos três anos. As vendas em 2010 atingiram 2.557 milhões de euros e sua atividade internacional correspondeu a 44%. Conta com mais de 35.000 profissionais e com clientes em mais de 110 países.