COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Tecnologia

02 de Abril, 2019 - 06:00 ( Brasília )

Leonardo: assinado contrato no Brasil para detecção de óleo no mar através da constelação de satélites COSMO-SkyMed



• Mais de 50 plataformas oceânicas da Petrobras ao norte do Rio de Janeiro serão monitoradas diariamente pelos satélites COSMO-SkyMed, juntamente com outras 40 áreas críticas

• A Telespazio Brasil subsidiária da Leonardo opera no país em áreas chaves: comunicação via satélite, monitoramento da Amazônia, Segurança e Defesa

Roma, 1 abril 2019 – A Leonardo, através da sua subsidiária Telespazio Brasil, assinou com a Petrobras um contrato para monitoramento via satélite das plataformas de petróleo da companhia na Bacia de Campos, norte do Estado do Rio de Janeiro.

A atividade, uma colaboração entre as empresas há vários anos, tem o objetivo de detectar eventuais vazamentos de óleo resultantes das operações de exploração e produção. O anúncio foi divulgado antes da LAAD Defesa e Segurança, que acontece entre os dias 2 e 5 de abril no Rio de Janeiro. Os 14 meses de contrato inclui a aquisição de uma média de 150 imagens por mês da constelação de satélites COSMO-SkyMed, sistema mais avançado de radar de observação da Terra, assim como o fornecimento de serviços técnicos especializados 24 horas por dia.

Mais de 50 plataformas de petróleo operando na bacia de Campos serão monitoradas pelos satélites COSMO-SkyMed, único capaz de prover informações dia e noite sob quaisquer condições climáticas com alta frequência de revisita, garantindo a cobertura de toda a área do projeto incluindo 40 pontos críticos, a cada 48 horas.

A Petrobras é maior companhia brasileira do setor de energia do país. Atua na produção, refino e transporte de produtos de óleo e gás e é umas das líderes mundiais em tecnologias de exploração em águas profundas e ultra-profundas. No Brasil, a Leonardo está presente há mais de vinte anos no setor espacial através da sua subsidiária Telespazio Brasil.

Sediada no Rio de Janeiro e com escritórios em São Paulo, Porto Alegre e Cuiabá, a Telespazio Brasil é uma das empresas líderes no fornecimento de serviços e soluções satelitais no setor de comunicações, multimídia e observação da Terra, bem como engenharia, serviços de operações e manutenção para estação terrena de satélites.

O contrato anunciado hoje representa um novo sucesso na área de serviços e aplicações baseadas em dados adquiridos a partir dos satélites COSMO-SkyMed, já utilizado no Brasil para monitoramento do desmatamento na Amazônia, para segurança, aplicações de suporte em Agricultura e para Defesa. Sobre o COSMO-SkyMed COSMO-SkyMed, financiado pela Agência Espacial Italiana, Ministério da Defesa e Ministério da Educação, Universidade e Pesquisa, é o primeiro sistema de uso dual de observação da Terra.

Os quatro satélites que compõem a constelação monitoram do espaço toda a superfície da Terra, dia e noite, sob qualquer condição atmosférica, através dos seus radares de alta resolução em Banda X. O sistema é resultado das competências da indústria espacial italiana, com a Leonardo e suas joint ventures Thales Alenia Space e Telespazio liderando uma equipe industrial de pequenas e medias empresas.

Em particular, a Thales Alenia Space (Thales 67%, Leonardo 33%) é o principal contratado, responsável por todo o sistema, enquanto a Telespazio (Leonardo 67%, Thales 33%) desenvolveu o segmento terrestre e hospeda o Centro de Controle da Constelação no Centro Espacial de Fucino. Os dados gerados pelos satélites COSMO-SkyMed são comercializados mundialmente através da e-GEOS (Telespazio 80%, ASI 20%).

O programa COSMO-SkyMed irá avançar no segundo semestre de 2019 com o lançamento do primeiro satélite da segunda geração da constelação, que estabelecerá um novo padrão para sistemas espaciais de radar de observação da Terra em termos de precisão, qualidade das imagens e flexibilidade de uso dos serviços.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Crise

Crise

Última atualização 20 MAI, 13:55

MAIS LIDAS

Especial Espaço