COBERTURA ESPECIAL - Especial Espaço - Defesa

25 de Novembro, 2016 - 08:50 ( Brasília )

MD anuncia recebimento do Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações

Audiência pública no Senado Federal possibilitou a apresentação dos projetos estratégicos aos parlamentares

 

Nota DefesaNet

Incluído vídeo com a apresentação do Ministro Raul Jungmann na íntegra. Sábado 26NOV2016

O editor


Ten Cynthia Fernandes


O ministro da Defesa, Raul Jungmann, participou, nesta quinta-feira (24/11), de uma audiência pública no Senado Federal para discutir os projetos em execução e os planos das Forças Armadas. A sessão foi presidida pelo senador Aloysio Nunes Ferreira, presidente da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional.

O evento foi acompanhado pelos Comandantes da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira; e da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato; além do Chefe do Estado-Maior do Exército, General de Exército Fernando Azevedo e Silva e demais autoridades.

Sobre os projetos estratégicos na área de defesa, Jungmann citou o cargueiro KC-390 da Força Aérea Brasileira que está em fase de testes pela Embraer, cujos dois protótipos acumulam 690 horas de voo. “Dependemos de um montante de R$200 milhões para liberar o terceiro protótipo e garantir a certificação”, justifica. Segundo ele, vários países já demonstraram interesse no avião.

O ministro da Defesa também citou o Gripen NG, caça da empresa sueca SAAB adquirido pela FAB, que faz parte do Projeto FX-2. Ele informou aos parlamentares que 150 engenheiros brasileiros estão na Suécia há mais de um ano para que a aeronave comece a ser produzida no Brasil futuramente. “Não estamos comprando tecnologia, estamos ajudando a desenvolver”, explicou.

Raul Jungmann reforçou que, na próxima semana, viaja junto com Comandante da Aeronáutica para a França, onde receberá o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC). “Não existe soberania, não existe defesa, não existe base industrial de defesa sem investimento”, ressaltou o ministro.

O senador Aloysio Nunes garantiu que os interesses apresentados por Jungmann serão estudados pela comissão. "São projetos de grande valia que renderão frutos", declarou.

Livro Branco

Após a audiência pública, o ministro e os comandantes das Forças Armadas se reuniram com o presidente do Senado, Renan Calheiros. Na oportunidade, foram entegues três importantes documentos para o segmento da Defesa Nacional. Tratam-se do Livro Branco da Defesa Nacional, da Política Nacional de Defesa e da Estratégia Nacional de Defesa.

A cada quatro anos, os registros legais da pasta passam por atualizações e, após aprovação da Presidência da República, chegam ao Congresso Nacional para análise. “O Poder Legislativo Federal não faltará às demandas do Ministério da Defesa e das Forças Armadas. Conte totalmente conosco”, garantiu.

 



Íntegra da apresentação do Ministro Raul Jungmann no Senado Federal


Leia mais:

CREDN - O Futuro da Base Industrial de Defesa Discutida na Câmara [Link]

Câmara dos Deputados promove debate sobre a Defesa Nacional como política de Estado [Link]

BID - CREDN: DEFESA: POLÍTICA DE ESTADO. Soberania, Desenvolvimento e Inovação Tecnológica [Link]