COBERTURA ESPECIAL - Russia Docs - Naval

12 de Dezembro, 2019 - 10:10 ( Brasília )

Incêndio no único porta-aviões da Rússia deixa 2 soldados feridos


O único porta-aviões da Rússia, Almirante Kuznetsov, pegou fogo na manhã desta quinta-feira durante um trabalho de manutenção no porto russo ártico de Murmansk, e dois soldados ficaram feridos, disseram agências de notícias russas, citando o Ministério da Defesa.

O navio foi esvaziado com sucesso, disse a United Shipbuilding Corporation, e serviços de emergência se empenham em apagar as chamas que surgiram no compartimento de carga.

O Almirante Kuznetsov foi usado na campanha militar da Rússia na Síria em apoio ao presidente Bashar al-Assad – seus aviões realizaram ataques aéreos contra forças rebeldes.

Não foi a primeira vez que a embarcação teve problemas. Ela sofreu danos durante tarefas de conserto no ano passado, quando a plataforma flutuante que a sustentava afundou e um guindaste caiu em seu convés, abrindo uma fenda de até cinco metros.

Mais cedo, agências de notícias haviam relatado que o incêndio desta quinta-feira em Murmansk feriu seus pessoas, citando uma fonte.

A agência de notícias Tass disse que o fogo começou no convés superior e que uma fumaça negra e espessa emanava do navio.

Uma fonte dos serviços de emergência disse à Tass que bombeiros estão tendo dificuldade de chegar às chamas por causa da fumaça densa causada por cabos em chamas.

O porta-aviões se tornou notório no Reino Unido em 2017, quando o então secretário da Defesa britânico, Michael Fallon, o apelidou de “navio da vergonha” quando ele atravessou águas próximas do litoral inglês soltando fumaça negra.



Outras coberturas especiais


Presidência da República

Presidência da República

Última atualização 31 MAR, 01:00

MAIS LIDAS

Russia Docs