COBERTURA ESPECIAL - OTAN - Geopolítica

29 de Junho, 2016 - 10:00 ( Brasília )

OTAN ficou mais importante sem Reino Unido na UE, diz secretário-geral

Jens Stoltenberg ressaltou cooperação de defesa e segurança entre Europa e América do Norte

O secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN), Jens Stoltenberg, afirmou nesta segunda-feira que, sem o reino Unido na União Europeia (UE), aumenta a importância da organização militar do Ocidente.

Stoltenberg conversou esta manhã com John Kerry, secretário de Estados dos Estados Unidos. Eles e falaram sobre a próxima reunião do organismo, marcada para os dias 8 e 9 de julho na Polônia.

— Todos nós vamos querer uma Otan mais forte daqui para a frente e eu acredito que todos, incluindo os 22 países da União Europeia que fazem parte da OTAN, sabem disso claramente — disse Kerry, segundo divulgado pelo Departamento de Estado. — E a participação do Reino Unido na OTAN segue importante como sempre.

Stoltenberg afirmou que está ansioso para a reunião da OTAN e lembrou que a decisão do Reino Unido amplia sua importância:

— Acredito que a OTAN torna-se ainda mais importante como uma liderança para a cooperação entre a Europa e a América do Norte após a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia, e também na cooperação de defesa e de segurança entre os países europeus da Europa — disse ele.

Kerry diz que compromisso de Londres com OTAN é mais importante do que nunca¹

O secretário de Estado dos Estados Unidos, John Kerry, garantiu nesta segunda-feira que o compromisso do Reino Unido com a Organização do Tratado do Atlântico Norte (OTAN) é "mais importante do que nunca" no contexto da decisão de deixar a União Europeia (UE).

"Temos grandes expectativas para a Cúpula da OTAN nos dias 8 e 9 de julho e acho que o compromisso do Reino Unido com relação à OTAN é mais importante do que nunca", declarou Kerry ao reunir-se hoje em Bruxelas com o secretário-geral da Aliança, Jens Stoltenberg, conforme informou a organização.

Ele também esteve hoje na capital belga com o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e com a principal representante da UE para a Política Externa, Federica Mogherini, para abordar a decisão da maioria dos britânicos de sair do grupo.

"Tenho grandes expectativas de uma reunião muito forte da OTAN e de resultados muito importantes que não vão mudar um ápice como consequência do voto que aconteceu", enfatizou Kerry.

Por sua vez, Stoltenberg considerou que a Cúpula, que acontecerá em Varsóvia, será "uma importante plataforma para reforçar ainda mais a Aliança, especialmente depois que o Reino Unido decidiu deixar a UE".

"Acho que a OTAN se transformou em uma plataforma ainda maior de cooperação entre Europa e América do Norte. Mas também de cooperação em defesa e segurança entre os aliados", disse.

Para ele, a cooperação entre Otan e União Europeia sempre foi valiosa, mas "é ainda mais agora, após a decisão do Reino Unido".

¹com agência EFE