26 de Maio, 2015 - 11:00 ( Brasília )

Instituto de Pesquisas da Marinha avança no desenvolvimento do Sonar Nacional Passivo


Após o desenvolvimento do Sistema de Detecção, Acompanhamento e Classificação de Contatos (SDAC), que realiza o processamento dos sinais digitalizados provenientes dos sonares passivos CSU-83, já em operação a bordo de todos os submarinos da Marinha do Brasil, o Instituto de Pesquisas da Marinha (IPqM) está avançando sobre o desenvolvimento da "parte molhada" do sistema, que engloba a aquisição dos sinais analógicos provenientes dos staves (coluna vertical de 3 hidrofones), condicionamento do sinal, digitalização, pré-processamento, formação de feixes direcionais e formatação para compatibilização com o SDAC.

O IPqM continua realizando em todo mês de maio alguns experimentos em ambiente marinho com um arranjo cilíndrico de hidrofones (CHA) montado pelo Instituto e composto de 32 staves, com cerca de 1m de diâmetro.

O experimento consiste num passo firme na direção do desenvolvimento de um sistema sonar passivo totalmente nacional, com funcionalidades específicas desenvolvidas para atender às demandas da Força de Submarinos.



ÚLTIMAS

MAIS LIDAS