08 de Março, 2014 - 11:55 ( Brasília )

Pela primeira vez Marinha agracia mulher com Medalha do Mérito Anfíbio


Na véspera da celebração do Dia Internacional da Mulher, o Comando Geral do Corpo de Fuzileiros Navais (CGCFN) agraciou, pela primeira vez em sua história, uma oficial com a Medalha do Mérito Anfíbio. A homenageada foi a comandante Raquel Castilho que, junto de outros 65 militares, obteve o reconhecimento pela dedicação exemplar à profissão.

A cerimônia aconteceu durante a comemoração pelos 206 anos do Corpo de Fuzileiros Navais (CFN), na Fortaleza de São José da Ilha das Cobras, no Rio de Janeiro. A data marca a chegada da Família Real Portuguesa ao Brasil, em 1808, sob escolta da Brigada Real da Marinha – quando foi criado oficialmente o CFN.

O ministro da Defesa, Celso Amorim, participou da cerimônia. Em entrevista á TV Marinha, ressaltou a importância da Força Naval na defesa do país e dos recursos naturais “Precisamos ter sempre militares muito bem adestrados como demonstram os fuzileiros”, afirmou.

O ministro Amorim entregou o Prêmio Fuzileiro Naval Padrão 2013 ao cabo Vander Lisboa Ceribeli. Cerca de 3 mil cabos da Marinha concorreram à distinção, conferida ao marinheiro com alto padrão moral e profissional.

O evento ainda contou com a presença do comandante da Marinha, almirante Julio Soares de Moura Neto; do chefe do Estado-Maior da Armada, almirante Carlos Augusto de Sousa; do secretário-geral do Ministério da Defesa, Ari Matos Cardoso; do comandante do CGCFN, almirante Fernando Antonio de Siqueira Ribeiro; do comandante do Comando Militar do Leste, general Francisco Carlos Modesto; além de outras autoridades militares.