08 de Janeiro, 2014 - 12:40 ( Brasília )

MB - Acordo de Cooperação Técnica para Modernização e Remotorização dos Tracker C-1A (COD/AAR)




No dia 10 de dezembro de 2013, no Rio de Janeiro, o Diretor de Aeronáutica da Marinha (DAerM), Contra-Almirante Carlos Frederico Carneiro Primo, representando a Marinha do Brasil, e o Presidente da empresa MARSH Aviation Company, Chuck Stanford Jr assinaram o TAA (Technical Assistance Agreement).

O TAA é um documento de Acordo de Cooperação Técnica, expedido pelo DoS (Department of State – EUA) e que permite dar prosseguimento ao Contrato de Modernização e Remotorização de quatro Aeronaves C-1A Carrier-on-Board Delivery (projeto COD/AAR).

O futuro recebimento dessas aeronaves irá marcar um novo patamar operacional para a Marinha do Brasil, uma vez que ao possuir a capacidade de operar a partir de Navio-Aeródromo, permitirá o apoio logístico à Esquadra, tanto na área de pessoal como de material, assim como o reabastecimento em voo (REVO) das aeronaves AF-1/1A “Skyhawk”.

Nota DefesaNet – Anunciado em 2009 o programa dos C-1A Trader tem avançado a passos lentos.

Em 2010 a MB adquiriu 8 células dos excedentes da US Navy. Segundo os planos originais seriam para a função de REVO e o chamado  Carrier-on-Board Delivery e mais uma versão de AEW (Aerial Early Warning). Abastecimento de gêneros e transborde de pessoas dos porta-aviões.

O presente acordo é para a total reconstrução da aeronave e mais a troca dos aviônicos (possivelmente AEL Sistemas) e motores turbohélice.

A empresa M7 Aerospace do Grupo Elbit apoiou a empresa MARSH nas negociações.