COBERTURA ESPECIAL - LAAD 2015 - Aviação

17 de Abril, 2015 - 00:17 ( Brasília )

Mectron/ODT assina acordo com RAFAEL para oferecer Sistema de Controle de Tráfego e de Defesa Aérea à FAB




A MECTRON, empresa controlada pela Odebrecht Defesa e Tecnologia (ODT), e a RAFAEL Advanced Defense Systems acordaram uma parceria para oferecer à Força Aérea Brasileira um Sistema de Controle de Tráfego Aéreo e de Defesa Aérea capaz de contribuir com a evolução do Sistema Brasileiro de Defesa Aeroespacial.

“Sabemos que algum tempo atrás a Força Aérea Brasileira divulgou um RFI (Request for Information) buscando candidatos que oferecessem alternativas para atualizar o Sistema de Controle de Tráfego Aéreo e Defesa Aérea. Nós da Odebrecht acreditamos que a Força Aérea merece o melhor sistema crítico para dar suporte as suas operações, e estamos felizes por ampliar nossa parceria com a RAFAEL em um produto de qualidade, que entrega capacidades comprovadas e seguras, aliado a um sistema que pode ser evoluído em nosso país”, diz Rogério Salvador, Diretor de Desenvolvimento de Negócios da Odebrecht Defesa e Tecnologia.

A parceria tira proveito dos sistemas da RAFAEL comprovados em combate, que são capazes de satisfazer as necessidades de gerenciamento de operações e defesa aérea.

Algumas das principais características do sistema são:

• Fornecimento de informação altamente precisa, rápida e confiável da Imagem da Situação Aérea.
• Capacidade de interface com sensores ativos e passivos.
• Processamento em aeronaves militares e civis.
• Fácil integração com sensores e infraestrutura já existentes, tanto de clientes civis como militares.
• Número ilimitado de sensores conectados.
• Rastreamento tanto de alvos de alta performance (aeronaves de caça avançadas) quanto de baixa performance/velocidade, e helicópteros em flutuação.
• Três níveis de redundância que garantem operação 24/7.
• Ampla gama de característica de segurança adaptadas a aplicações militares.

“Assim como no Brasil, utilizamos um Sistema de Controle Aeroespacial híbrido, no qual infraestruturas civis e militares são divididas para que haja ganho de eficiência. Nossos sistemas foram desenvolvidos por e para controladores de defesa aérea, e estão em operação não somente em nosso país, mas garantindo soberania a muitos outros países também”, diz Meir Bem Shaya (Coronel da Reserva), Gerente de Desenvolvimento de Negócios e C4I S.M.E da RAFAEL.

A MECTRON garantirá que qualquer solução proposta suporte o Modelo de Sistema Operacional atual e também o planejado, ao mesmo tempo que faça interface com a infraestrutura brasileira existente e futura. MECTRON e RAFAEL planejam trabalhar em conjunto para entregar um sistema com a capacidade para criar uma única Situação Aérea, telas, interfaces e funcionalidades em acordo com os requisitos da Força Aérea Brasileira. A transferência de tecnologia incorporada neste trabalho proverá à Mectron o conhecimento necessário para manter e atualizar o sistema no Brasil.

“Temos uma estratégia completa de tecnologia que permitirá à MECTRON manter e desenvolver as funcionalidades do sistema de forma independente da RAFAEL. Acreditamos que isto seja de suprema importância para dar à Força Aérea Brasileira resposta rápida a qualquer necessidade de desenvolvimento do sistema. Nossa experiência atual de sucesso no Link BR2 mostra que as empresas têm confiança mútua e que temos uma parceria de alto valor agregado, o que pode ser comprovado por meio dos resultados já alcançados no projeto”, afirma Avi Krengel, Gerente Geral Adjunto da RAFALATINO.



Outras coberturas especiais


Guerra Hibrida Brasil

Guerra Hibrida Brasil

Última atualização 22 OUT, 20:50

MAIS LIDAS

LAAD 2015