COBERTURA ESPECIAL - Guarani - Terrestre

13 de Maio, 2008 - 18:00 ( Brasília )

Exército Avança com o Programa VBTP-MR


Programa VBTP-MR
Exército Avança com o Programa VBTP-MR

Leia a entrevista do Gen Darke Nunes, Chefe do DCT sobre o Programa VBTP-MR

Nelson Düring

Sem muito alarde porém de modo firme o Exército Brasileiro tem avançado no Programa Viatura Blindada de Transporte de Pessoal – Média de Rodas (VBTP-MR), que deverá substituir em futuro próximo todos os veículos blindados das famílias Urutu e Cascavel.

Popularmente chamado de Urutu 3 o projeto começa a tomar forma. No dia 21 de Dezembro de 2007 foi assinado o contrato entre o Exército Brasileiro e a FIAT Automóveis representando a IVECO Defense Vehicles, da Itália, para o “Desenvolvimento da Viatura Blindada de Transporte de Pessoal - Média de Rodas (VBTP-MR) e a Fabricação de um Protótipo e mais um Lote-Piloto de dezesseis Viaturas.”

No ato da assinatura do contrato, dia 21 de Dezembro de 2007, estavam presentes o General-de-Exército Darke Nunes de Figueiredo, Chefe do Departamento de Ciência e Tecnologia (DCT) e o General Ferraresi, Sub-Chefe do DCT, pelo Exército e o Dr Arberto Mayer pela FIAT / IVECO.

 

No dia 09 de Janeiro 2008 era publicado a assinatura do contrato no Diário Oficial e no dia 27 de Fevereiro o CEO da IVECO Defense Vehicles, Engenheiro Pietro Borgo esteve com o Comandante do Exército, General-de-Exército Enzo Peri e o Gen Darke em Brasília.

No início de março foi dada a partida do projeto nas instalações da FIAT / IVECO em Sete Lagoas, estado de Minas Gerais. O Gerente do Programa General Cristino ainda permanece no Rio de Janeiro, em quanto uma parte de sua equipe será instalada em Sete Lagoas (MG), nas instalações da IVECO.

O programa VBTP-MR tem um cronograma de 24 meses para o desenvolvimento do projeto e construção de um protótipo. Mais 12 meses para testes e avaliação com a produção de um lote piloto de 16 veículos.

No dia 30 de Abril o DCT abriu uma chamada internacional para fornecedores de canhão automático de 30 mm, que equipará uma das versões da VBTP-MR

A IVECO Defense Vehicles

A IVECO Defense Vehicles é atualmente a mais ativa fabricante de veículos blindados de rodas do mundo. Alguns dos seus produtos estão tornando-se padrão como é o caso do IVECO LMV (Light Multirole Vehicle), um 4x4 em uso pela: Itália, Inglaterra, Bélgica, Espanha e sendo avaliado pela Alemanha.. Possui o mais avançado sistema de proteção contra artefatos explosivos (IEDs).

Em 2001 e 2002 trouxe ao Brasil por sua própria iniciativa para testes no Exército os veículos Centauro 8x8, equipado com um canhão de 105mm, e os modelos Puma 4x4 e 6x6. Na oportunidade os veículos foram testados com exclusividade por DefesaNet.Todos os veículos equipam o Exército Italiano . A Espanha também usa o Centauro. Em 2002 na EUROSATORY foi lançada a versão Transporte de Tropas do Centauro.

lém de colaborar com a Oto Melara no desenvolvimento de veículos de lagartas para o Exército Italiano. Com a alemã KMW (produtora do CC Leopard 1 e 2) desenvolve aplicações de veículos blindados de rodas como o projeto Grizzly.

Pietro Borgo, CEO da IVECO Defense Vehicles, em declaração para DEFESA@NET, mostrou confiança de que o relacionamento iniciado com o projeto da VBTP-MR poderá ser estendido para outros campos como o de veículos de transporte militar e outros veículos blindados atualmente produzidos pela IVECO Defense.

Na planta de Sete Lagoas a IVECO está expandindoas suas instalações industriais, incluindo a área de engenharia um uma pista de testes para veículos comerciais, que poderá ser usada para testes dos sistemas automotivos da VBTP-MR.

O futuro

A grande a expectativa do alto-comando do Exército Brasileiro com o Programa da VBTP-MR. Não só pela demanda que o próprio Exército tem em renovar o seu parque de veículos blindados mobiliado com os EE-11 URUTU e EE-9 Cascavel da extinta ENGESA, como pela limitação operacional e tecnológica dos veículos frente às necessidades.

A limitação desta geração de veículos foi demonstrada na própria Festa Nacional da Cavalaria, dia 10 de Maio, em Osório quando um esquadrão de Cavalaria Mecanizada, equipado com jipes Marruá e CASCAVÉIS e URUTUS ao deslocar-se em terreno de difíceis condições tiveram dois veículos que tiveram de ser retirados com a ajuda de um CC Leopard 1A1.

Isto em frente ao Ministro da Defesa e boa parte do Alto-Comando do Exército. Erro dos motoristas ou a constatação prática de uma defasagem tecnológica?

A declaração do Comandante do Exército demonstrou a certeza de que proximamente as VBTP-MR estarão presentes na Festa da Cavalaria. Mais que uma aspiração, uma necessidade.



Outras coberturas especiais


Nuclear

Nuclear

Última atualização 26 JUN, 12:00

MAIS LIDAS

Guarani

2