10 de Setembro, 2012 - 11:50 ( Brasília )

Geopolítica

Guerrilheiro deserta com refém equatoriano sequestrado na Colômbia


Um guerrilheiro do ELN desertou na companhia de um cidadão equatoriano, sequestrado no sul da Colômbia em 2010, e depois de quatro horas de caminhada conseguiu chegar a uma guarnição da Marinha, informou nesta segunda-feira um relatório militar.

Segundo o relatório, o guerrilheiro do Exército de Libertação Nacional (ELN) desertou no domingo de manhã, na companhia de Orlando Ibarra, um cidadão equatoriano sequestrado em 2 de agosto de 2010 e que era mantido em uma região rural do município de Samaniego, no sul do departamento de Nariño.

Em breves declarações a repórteres nesta segunda-feira, Ibarra relatou que um de seus captores propôs fuga, mas, inicialmente, ele não acreditou. "Ele me perguntou se eu queria fugir, e eu disse para ele não brincar comigo. Ele contestou: quer fugir, e eu disse, vamos", afirmou o libertado. Ibarra, um administrador de empresas de 39 anos, foi sequestrado em seu escritório na cidade colombiana de Ipiales (Nariño, que faz fronteira com o Equador), onde vivia há dez anos.

De acordo com o relatório, após a fuga o sequestrador e seu refém caminharam durante quatro horas até encontrarem a Quarta Brigada da Marinha. De imediato, o exército ordenou que tropas e aviões protegessem a área para remover o refém e o ex-insurgente da área. O relatório militar afirma que Ibarra, será transferido para Bogotá para ser entregue a sua família.

O ELN é o segundo maior grupo guerrilheiro da Colômbia, com cerca de 2,5 mil homens armados, segundo dados do ministério da Defesa.