28 de Setembro, 2011 - 13:22 ( Brasília )

Geopolítica

Otan reforça segurança na fronteira entre Kosovo e Sérvia


A missão de paz da Otan no Kosovo (KFOR) colocou nesta quarta-feira mais soldados em uma disputada travessia na fronteira norte, de etnia sérvia, um dia após mais de uma dezena de pessoas ficarem feridas em confrontos.

Dezesseis kosovares sérvios e quatro soldados das tropas de paz ficaram feridos durante o confronto entre as tropas e uma multidão sérvia que protestava contra a retirada de uma barreira.

Testemunhas disseram que os soldados da força de paz dispararam armas de fogo, gás lacrimogêneo e balas de borracha. Autoridades sérvias disseram que seis manifestantes foram feridos gravemente com tiros, enquanto outros sofreram ferimentos menores. A Otan disse que suas posições foram atacadas e que bombas foram jogadas contra os manifestantes.

Uma testemunha da Reuters disse que soldados da KFOR reforçaram suas posições na quarta-feira ao redor da travessia Jarinje, na fronteira, a cerca de 100 km da capital Pristina, enviando para lá veículos blindados, sacos de areia e arame farpado. A Otan também alertou que usaria força letal para proteger seus soldados.

Os confrontos fizeram Belgrado cancelar negociações com Pristina mediadas pela União Europeia em Bruxelas, que visavam a melhorar a cooperação em áreas como o fluxo de pessoas e bens, direitos de propriedade e documentos pessoais.

As negociações serão retomadas "quando o lado sérvio estiver pronto para se reengajar", disse Robert Cooper, que faz a mediação em nome da UE.

O porta-voz da Otan Ralph Adametz disse que o confronto começou quando os sérvios lançaram um veículo em cima dos soldados e tentaram roubar uma arma.

Os kosovares sérvios se retiraram de vários metros da travessia de Jarinje na quarta-feira, mas permaneceram em outras barricadas, barrando o acesso pela estrada até o posto de fronteira.

Na cidade de Mitrovica, ao norte, sérvios mascarados atacaram na quarta-feira um grupo de albaneses étnicos e trabalhadores ciganos no rio Ibar que divide a cidade e separa os lados albanês e sérvio de Kosovo, disse a polícia.

Em um incidente separado, albaneses de um bairro etnicamente mesclado destruíram um carro de um sérvio. Durante a noite, sérvios em Mitrovica apedrejaram duas viaturas policiais, um banco e tentaram incendiar duas lojas.

Autoridades em Belgrado ¿ que se opõem à independência de Kosovo, três anos depois de ter obtido a secessão da Sérvia ¿ disseram que estavam preocupadas com a possibilidade de mais incidentes.

"Tentaremos evitar situações potencialmente explosivas, mas isso agora está se tornando cada vez mais difícil", disse o porta-voz do governo Milivoje Mihajlovic.

"A violência é sem sentido e queremos saber quem a ordenou."

A Sérvia quer entrar para a União Europeia e deve receber o status de candidato até o final de outubro, mas deve reparar os laços com Kosovo se quiser garantir uma data para conversas para o acesso.