03 de Setembro, 2011 - 08:21 ( Brasília )

Geopolítica

Chávez questiona chegada à Lua e denuncia montagem na Líbia


O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, questionou a chegada do homem à Lua e denunciou a suposta montagem, feita com atores profissionais, da tomada da Praça Verde de Trípoli, assim como a suposta falsa detenção do filho do líder líbio Muammar Kadafi.

"O império ianque chegou à Lua? Há investigações que saíram em revistas sérias que colocam isso em dúvida, porque aparece a bandeira dos Estados Unidos ondeando, e alguém se perguntou: há vento na Lua?", disse Chávez, que orientou seus seguidores a terem cuidado "com o que dizem os meios de comunicação do mundo".

O presidente abordou o tema durante um conselho de ministros transmitido em rádio e televisão ao manifestar sua surpresa diante das denúncias de um canal russo que afirmou que a tomada da Praça Verde de Trípoli foi uma montagem realizado no Catar e que "a mentira" foi reconhecida pelos rebeldes líbios.

"Eu me espantei ontem quando inclusive um dos chamados líderes daqueles que estão destroçando a Líbia reconheceu que a denúncia do canal russo era verdadeira e que a tomada da Praça Verde foi uma montagem feita no Catar, com atores profissionais", disse Chávez.

"Até onde chegaram?", questionou o presidente, que acrescentou que nesta suposta montagem havia um ator que simulou ser um dos filhos de Kadafi sendo capturado.

Segundo Chávez, desde que o ataque das forças da Otan sobre a Líbia se iniciou, começou um "massacre" orquestrado pelos Estados Unidos e potências europeias para obter as riquezas do país.

Ainda neste sábado, o presidente afirmou que iria se submeter ao terceiro ciclo de quimioterapia. "Estou pronto para iniciar nas próximas horas o terceiro ciclo de quimioterapia, estou preparando tudo com Elías (Jaua, vice-presidente) e os ministros para continuar com este ritmo do tratamento enquanto convalesço da doença que tive", declarou o presidente.