06 de Março, 2014 - 10:30 ( Brasília )

Geopolítica

Pentágono decide aumentar número de caças em países bálticos


Em meio aos acontecimentos na Ucrânia, o Pentágono pretende mais que dobrar o número de caças F-15S destinados a patrulhar o espaço aéreo sobre a Estônia, Letônia e Lituânia, anunciou um representante do estabelecimento de defesa norte-americano.

Aos quatro jatos que cumprem a missão da OTAN nos Estados Bálticos, serão adicionados outros seis e um avião de reabastecimento KC-135. O incremento de forças, como se prevê, ocorrerá já esta semana.

O secretário de Defesa dos EUA, Chuck Hagel, disse quarta-feira em uma audiência no Congresso que o Pentágono iria expandir a cooperação militar com a Polônia e os países bálticos, devido à crise política na Ucrânia.

Aperfeiçoamento da defesa antimíssil

A agência de defesa antimíssil (MDA) dos Estados Unidos solicitou financiamento no montante de 1,9 bilhões de dólares para o aperfeiçoamento e desenvolvimento do sistema de defesa antimíssil.

A soma indicada devera ser gasta em defesa antimíssil ao longo dos próximos cinco anos.

O financiamento do desenvolvimento do sistema de defesa antimíssil está incluído no projeto de orçamento de defesa para o ano fiscal de 2015 (começa em 1 de outubro de 2014), apresentado pelo Pentágono em 04 de março deste ano.

No próximo ano fiscal foi planejado reprojetar e aperfeiçoar o sistema antimíssil de interceptação transatmosférica EKV, que está sendo desenvolvido pela empresa norte-americana Raytheon.