05 de Junho, 2013 - 12:44 ( Brasília )

Geopolítica

Rússia ainda não treina sírios para uso de mísseis S-300s


A Rússia está treinando oficiais militares sírios para a operação de sistemas de mísseis antiaéreos, mas ainda não para o avançado sistema S-300, informou a agência de notícias Interfax nesta quarta-feira, citando uma fonte militar russa.

A Rússia disse que vai resistir à pressão para desfazer um contrato de vende a Damasco de mísseis S-300s, que os governos ocidentais dizem que podem prolongar a guerra civil na Síria. O presidente Vladimir Putin disse na terça-feira que os mísseis S-300 ainda não foram enviados à Síria.

Oficiais sírios estão entre os cerca de 250 estrangeiros de 19 países que estão sendo treinados por uma academia militar russa responsável por armas de defesa aérea, disse a Interfax, citando uma fonte não identificada.

"O treinamento de oficiais sírios no âmbito do programa S-300 ainda não está ocorrendo", disse a fonte, segundo a agência de notícias. A fonte acrescentou que a maioria dos oficiais sírios chegaram para o treinamento antes do levante contra o presidente Bashar al-Assad, que começou em março de 2011.

O S-300 é projetado para abater aviões e mísseis num raio de 200 km. O sistema poderia reforçar as defesas sírias de origem russa contra ataques aéreos por parte de Israel ou de forças externas que queiram impor qualquer futura zona de exclusão aérea sobre o país.

Alguns diplomatas ocidentais insinuaram que Moscou está usando os sistemas como uma moeda de troca para tentar amplificar sua voz nos esforços para acabar com os mais de dois anos de derramamento de sangue na Síria.