COBERTURA ESPECIAL - Modernização FAB - Aviação

27 de Agosto, 2018 - 10:55 ( Brasília )

Grupo Especial de Inspeção em Voo recebe aeronave do Projeto I-X

Aeronave permite que Brasil realize, com autonomia, homologação de procedimento de aproximação em aeroportos

O Grupo Especial de Inspeção em Voo (GEIV), localizado no Rio de Janeiro (RJ), recebeu, nessa quinta-feira (23), a terceira aeronave-laboratório da Força Aérea Brasileira (FAB), o Legacy 500. O processo de renovação desses tipos de vetores e equipamentos faz parte do Projeto I-X, sob responsabilidade da Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), unidade que conduz projetos de desenvolvimento, aquisição e modernização de equipamentos militares.

O contrato contempla a aquisição do jato para o cumprimento da atividade de inspeção em voo e de radiomonitoragem em todo o território nacional. Prevê ainda a entrega de mais uma aeronave até o final de 2019.

Para receber o Legacy 500, o GEIV formou, em órgãos no exterior, 24 pilotos e 30 mantenedores, entre mecânicos de voo e operadores de sistema de inspeção em voo, conforme previsto no acordo de compensação do contrato.

Efetivo do GEIV acompanha entrega do Legacy 500

Para os pilotos, a formação consistiu em aulas teóricas e treinamentos em simuladores na Flight Safety International, nos Estados Unidos, além de instruções práticas na própria aeronave, orientadas por profissionais da Embraer. Segundo o Comandante do GEIV, Tenente-Coronel Aviador Mauro Carrinho de Moura, o Legacy 500 traz diversos ganhos operacionais às tripulações.

A aeronave amplia a capacidade embarcada e permite que o Brasil realize, com autonomia, a homologação de procedimento de aproximação nos aeroportos, chamado de RNP-AR (do inglês Required Navigation Performance). O procedimento de aproximação faz parte do conceito de Navegação Baseada em Performance (PBN).

“Outro aspecto importante é o de agregar a capacidade do grupo em cumprir sua missão em sua plenitude, ter uma performance superior às aeronaves Hawker 800 XP, além de possuir maior autonomia de voo", explica o Tenente-Coronel Mauro.

O Legacy 500 possui novos recursos de navegação, comunicação e vigilância aérea, tecnologia de ponta e sistemas embarcados de última geração. Sua cabine tem novidades como o uso de joysticks no lugar dos manches. O sistema de controle de voo, do tipo fly by wire, é inédito para aeronaves de sua categoria. Nesta modalidade, os comandos de voo são enviados por sinais eletrônicos.

Avião cumpre atividade de inspeção em voo e de radiomonitoragem

GEIV

  Para gerir o espaço aéreo brasileiro com segurança e eficácia, o Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) precisa manter aferidos e operando seus equipamentos de auxílios à navegação aérea, aproximação e pouso, bem como procedimentos de navegação aérea de grande precisão.

O GEIV, subordinado ao DECEA, tem por missão aferir a eficácia desses sistemas, equipamentos e procedimentos de modo a garantir uma operação segura a todas aeronaves em circulação no espaço aéreo brasileiro durante todas as fases de voo, sobretudo em condições meteorológicas adversas.

Legacy 500 possui novos recursos de navegação, comunicação e vigilância aérea
 

Fotos: Fábio Maciel/DECEA


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Venezuela

Venezuela

Última atualização 10 DEZ, 16:20

MAIS LIDAS

Modernização FAB