COBERTURA ESPECIAL - Eventos

17 de Janeiro, 2015 - 13:55 ( Brasília )

Sai General entra Corregilionário

Edinho Silva deve ser indicado em fevereiro


ANDRÉIA SADI VALDO CRUZ
DE BRASÍLIA

A presidente Dilma Rousseff quer indicar o petista Edinho Silva para comandar a Autoridade Pública Olímpica, estatal responsável por planejar a preparação dos Jogos Olímpicos no Rio, em 2016.
 

Edinho foi tesoureiro da campanha de Dilma Rousseff em 2014 e termina seu mandato como deputado estadual em São Paulo em fevereiro.
 

Segundo a Folha apurou, Dilma deve encaminhar o nome do petista ao Senado na reabertura do ano legislativo, no começo de fevereiro A indicação para a Autoridade Olímpica precisa ser aprovada pelos parlamentares.
 

Na APO, Edinho substituirá o general Fernando Azevedo e Silva. A ideia de nomeá-lo partiu da própria Dilma, que quer uma pessoa de seu círculo de confiança para tocar a Olimpíada de 2016.
 

Dilma e Edinho se aproximaram pouco antes da campanha de 2014, quando a presidente pediu que ele cuidasse do cofre de sua campanha. Edinho também é ligado ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ao ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil).
 

Durante a reforma ministerial, a presidente chegou a cotá-lo para o Ministério do Esporte, mas precisou da vaga para acomodar o PRB.
 

Dilma quer que o petista retome a interlocução com os setores esportivos que a apoiaram na campanha e ficaram insatisfeitos com a nomeação de George Hilton.

Edinho tem bom trânsito no meio e intermediou a interlocução com o movimento Bom Senso Futebol Clube.



Outras coberturas especiais


US

US

Última atualização 22 NOV, 10:40

MAIS LIDAS

Eventos