COBERTURA ESPECIAL - Embraer - Naval

06 de Julho, 2016 - 11:00 ( Brasília )

Oficiais da Marinha concluem mestrado profissional da EMBRAER


No dia 28 de junho, foi realizada a apresentação do projeto final do 23° Programa de Especialização em Engenharia (PEE), curso oferecido pela EMBRAER S.A, em parceria com o Instituto Tecnológico de Aeronáutica. O evento marcou a conclusão do curso, que durou 18 meses e foi iniciado com uma turma de 32 alunos. Desses, apenas dois eram militares, o Primeiro-Tenente (EN) Adriano Palermo Silva e o Primeiro-Tenente (EN) Juliano Maia Ismério.

Criado em 2001, o PEE tem o objetivo de capacitar jovens engenheiros de várias especializações para atuarem nas diversas áreas que englobam a engenharia aeronáutica, desde aerodinâmica básica até sistemas hidráulicos, elétricos, eletrônicos, cálculos de estruturas e projeto de aeronaves.

Por ser um mestrado profissional, o curso tem o propósito de preparar os profissionais para o mercado de trabalho, estimulando diversas outras áreas como o aprimoramento de habilidades em comunicação, a valorização do relacionamento interpessoal, da ética profissional e o conhecimento da cultura, das pessoas e da estrutura da Embraer.

Durante o primeiro ano são lecionadas as disciplinas básicas e específicas das cinco carreiras que o curso disponibiliza: aeronáutica, estruturas, sistemas hidromecânicos, sistemas eletroeletrônicos e manufatura. Nos últimos seis meses, a turma desenvolve um projeto multidisciplinar proposto pelos orientadores, englobando todo o conteúdo aprendido durante o curso.

A turma de formandos projetou uma aeronave comercial para competir com outras aeronaves já disponíveis no mercado, respeitando diversos critérios, como o número de passageiros por dia, o custo de ciclo de vida, o consumo de combustível e as restrições quanto ao alcance, à decolagem e à aterrissagem.

Apesar de o foco do curso ser em aviação civil, todo o conhecimento adquirido pelos militares da Marinha poderá ser utilizado em benefício da aviação naval, como em reparos e modificações estruturais, na avaliação de novos equipamentos de aviação a serem instalados nos meios aéreos, na análise aerodinâmica e estrutural para o uso de armamentos e "PODs" externos, entre diversas outras aplicações.