COBERTURA ESPECIAL - Ecos - Guerras, Conflitos, Ações - Naval

12 de Agosto, 2011 - 15:02 ( Brasília )

Naufrágio de submarino nuclear russo Kursk completa 11 anos


O submarino nuclear russo Kursk afundou no dia 12 de agosto de 2000 quando participava de uma série de exercícios no Mar de Barents, localizado ao norte da Rússia e da Noruega, matando os 118 tripulantes que levava a bordo.

A embarcação foi abalada por duas explosões, umas às 11h29 e outra dois minutos mais tarde de até sete ogivas com um impacto equivalente a 2 t ou 3 t de TNT - capaz de ser registrada em sismógrafos do norte da Europa. De acordo com informações do governo russo na época, as explosões preencheram o submarino de chamas, o que levou à morte todos os seus tripulantes.

As primeiras tentativas de entrar no submarino fracassaram e o mau tempo impediu que novas tentativas fossem feitas nos dias seguidas. Os Estados Unidos e o Reino Unido ofereceram o empréstimo de embarcações de resgate, mas elas foram recusadas pelo governo russo. Apenas no dia 16 de agosto, o Kremlin aceitou ajuda britânica e norueguesa, que chegaram ao local da tragédia no dia 19.

Apenas no dia 20, as embarcações britânicas e norueguesas conseguiram alcançar o nono compartimento do Kursk, determinar que ele estava alagado e que não havia mais esperanças de encontrar sobreviventes.