COBERTURA ESPECIAL - Ecos - Guerras, Conflitos, Ações - Naval

12 de Agosto, 2011 - 14:16 ( Brasília )

Perigo Submerso - Veja os principais acidentes com submarinos de guerra


No dia 12 de agosto, o acidente com o submarino nuclear russo Kursk completa 11 anos. A embarcação afundou no Mar de Barents matando as 118 pessoas que levava a bordo. Contudo, o Kursk é apenas mais um caso de submarino de guerra perdido em razão de um acidente. Em 1963, o USS Tresher naufragou no Oceano Atlântico e deixou 129 mortos. Veja outros submarinos que afundaram acidentalmente:

HMS K-5 - 20 de janeiro de 1921 (foto 01)
O submarino britânico HMS K-5 desaparece quando se preparava para participar de exercícios militares no Golfo de Biscaia, na Espanha. Os destroços nunca foram encontrados. Investigações posteriores apontaram como causa do acidente o fato de a embarcação estar navegando em uma profundidade superior a que poderia comportar. Todos os cinquenta e seis tripulantes morreram.

O-5 (SS-66) - 29 de outubro de 1923 (foto 02)
O submarino americano afunda em menos de um minuto após ser atingido pelo navio cargueiro Abangarez nas proximidades da entrada do canal do Panamá. Três tripulantes morreram na hora, mas outros 16 conseguiram se salvar.

S-51 - 23 de setembro de 1925 (foto - 03)
O submarino Americano S-51 afunda segundos após colidir com o cargueiro City of Rome nas proximidades de Block Island, na costa do Estado de Rhode Island. Trinta e três tripulantes morreram e apenas três sobreviveram ao acidente.

HMS M.1 - 12 de novembro de 1925 (foto - 04)
O submarino britânico HMS M.1 afunda após colidir com o navio mercador Vidar enquanto participava de exercício no Canal da Mancha. Todos os 56 tripulantes morreram. Os destroços da embarcação nunca foram encontrados.

S-4 (SS-109) - 17 de dezembro de 1927 (foto - 05)
O submarino americano S-4 afunda após colidir com um navio da Guarda Costeira na costa do Estado de Massachussetts. Seis homens sobreviveram à colisão inicial, mas não resistiram após o resgate demorar a acessar a sala de torpedos, onde estavam presos. Todos os 42 tripulantes faleceram.

HMS M.2- 26 de janeiro de 1932 (foto - 06)
O submarino britânico porta-aviões M.2 afunda durante exercício no Canal da Mancha, nas proximidades da região de Dorset, matando todos os 60 tripulantes. A embarcação foi encontrada oito dias após o naufrágio. Acredita-se que a causa do acidente foi o excesso de água no hangar do submarino no momento do lançamento de um avião.

HMS THETIS - 1 de junho de 1939 (foto - 07)
O submarino britânico HMS Thetis afunda a 65 km da costa de Birkenhead, no Mar da Irlanda, durante sua viagem inaugural. O acidente matou 99 das 103 a bordo. A causa foi um erro humano que permitiu o alagamento de compartimentos da embarcação. O Thetis foi recuperado, reformado e renomeado para HMS Thunderbolt. Contudo, a embarcação voltou a afundar após ser atingida por um navio italiano nas proximidades da Sicília em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, se tornando a primeira embarcação a afundar duas vezes.

R-12 (SS-89) - 12 de junho de 1943 (foto - 08)
O submarino americano R-12 afunda na costa do Estado da Flórida devido ao excesso de água na sala de torpedos. O naufrágio da embarcação durou poucos minutos, por isso apenas os cinco tripulantes que estavam na torre sobreviveram. Outras 42 pessoas morreram.

S-28 (SS-133) - 4 de julho de 1944 (foto - 09)
O submarino americano S-28 desaparece sem deixar rastros quando realizava treinamento em Pearl Harbor, no Estado do Havaí, deixando todos os 50 tripulantes mortos. Os destroços nunca foram encontrados e uma investigação posterior não pôde determinar as causas do acidente.

S-117 - 15 de dezembro de 1952
O submarino soviético S-117 desaparece quando realizava exercícios no Mar do Japão. A causa mais provável para o naufrágio é a colisão com um navio que passava no mesmo local em que o submarino se encontrava. Contudo este jamais foi encontrado para confirmar a teoria. Todas as 47 pessoas a bordo foram declaradas mortas.

Vengeance (M-200) - 21 de novembro de 1956 (foto - 10)
O submarino soviético Vengeance (M-200) afunda no Mar Báltico após colidir com o navio militar soviético Stately. Oito homens morreram nos compartimentos que alagaram imediatamente e outros seis conseguiram se salvar. Outros 28 tripulantes sobreviveram à colisão, mas morreram devido à demora do resgate à embarcação, totalizando 36 mortes.

S-80 - 27 de janeiro de 1961
O submarino soviético S-80 desaparece no Mar de Barents com 68 pessoas a bordos. Os destroços da embarcação só foram encontrados em 23 de junho de 1968. A causa do acidente foi à inundação de um compartimento provocada pelo congelamento de uma válvula que impedia o fluxo de água na área. Ninguém sobreviveu.

B-37 - 11 de janeiro de 1962
O submarino soviético é B-37 é destruído no Mar de Barents, nas proximidades da base naval de Polyarny, após um incêndio na sala de torpedos do submarino causar a detonação de ogivas de torpedos. O acidente, que aconteceu enquanto a embarcação estava junto ao píer para ser inspecionada, provocou a morte de toda sua população, 11 tripulantes do submarino S-350, que estava ao lado, e 10 marinheiros no píer. No total, 122 pessoas morreram.

TRESHER - 10 de abril de 1963 (foto - 11)
O submarino atômico norte-americano U.S.S Tresher afunda no Oceano Atlântico a 350 km da costa de Boston, no Estado americano de Massachusetts, matando todas as 129 pessoas a bordo – incluindo 21 civis . Investigações posteriores apontaram que a provável causa do acidente foi um curto-circuito em equipamentos elétricos provocados por um vazamento de água na sala de máquinas. O submarino estava ativo apenas desde 1961.

INS Dakar (Z-77) - 25 de janeiro de 1968 (foto - 12)
O submarino Dakar desaparece na porção leste do Mar Mediterrâneo durante sua viagem inaugural sob o comando de Israel. Apesar das extensivas buscas feitas pelo governo israelense, os destroços da embarcação só foram encontrados em maio de 1999 entre as ilhas de Chipre e Creta. O Dakar deixou 69 mortos.

SCORPION - 21 de maio de 1968 (foto -13)
O submarino nuclear norte-americano U.S.S Scorpion desaparece quando realizava exercícios a 81 km da Ilha de Açores, matando as 99 pessoas a bordo. Apesar de investigações posteriores terem apontado diversas causas sobre o que aconteceu, desde problemas mecânicos até um ataque de torpedos soviéticos, não há confirmação oficial sobre as causas do acidente.

Eurydice - 4 de março de 1970 (foto - 14)
O submarino francês Eurydike afunda na costa mediterrânea de Saint Tropez com 57 pessoas a bordo. Na mesma data, um laboratório geofísico registrou uma explosão subaquática. Equipes de resgate da França e da Itália encontraram apenas manchas de óleo na água e pequenos destroços da embarcação, incluindo uma parte que trazia a inscrição Eudridyce. Ninguém sobreviveu.

K-8 - 11 de abril de 1970 (foto - 15)
O submarino nuclear soviético K-8 afunda na Golfo de Biscaia, na Espanha, matando 52 pessoas. A tragédia começou quando dois focos de incêndio iniciaram simultaneamente em dois compartimentos no dia 8 de abril. No dia 10, parte da tripulação conseguiu ser evacuada. Contudo, apesar dos esforços de resgate, o submarino perdeu estabilidade e afundou na manhã do dia 11.

K-56 - 14 de junho de 1973
O submarino nuclear K-56 soviético encalha após colidir com o navio Academik Berg no Mar do Japão. A colisão abriu um buraco no casco do submarino e inundou dois de seus compartimentos, provocando a morte de 27 de seus 36 tripulantes.

K-429 - 23 de junho de 1983 (foto - 16)
O submarino nuclear soviético K-429 afunda na Baía de Sarannaya, na Península de Kamchatka, no Pacífico Norte, devido ao alagamento na embarcação provocado por um furo no tubo de lançamento de torpedos. Noventa tripulantes morreram no acidente, segundo informações da inteligência americana.

K-219 - 6 de outubro de 1986 (foto - 17)
O submarino nuclear soviético K-219 afunda no Atlântico Norte nas proximidades da Ilha de Bermuda após a explosão em um dos tubos de mísseis. A embarcação ainda conseguiu emergir a superfície apesar do incêndio se alastrar, mas afundou quando seus dois reatores nucleares falharem. Quatro pessoas morreram.

K-278 (Komsomolets) - 7 de abril de 1989 (foto -18)
O submarino nuclear soviético K-278 Komsomolets afunda no Mar da Noruega provocando a morte de 42 pessoas. A causa do afundamento foi um incêndio provocado por uma explosão em um dos compartimentos da embarcação.

Kursk - 12 de agosto de 2000 (foto - 19)
O submarino nuclear russo Kursk afunda no Mar de Barents devido ao acidente com um torpedo que provocou duas explosões a bordo do submarino. Pelo menos 23 tripulantes da embarcação sobreviveram ao acidente inicial, mas morreram afogadas devido à demora nas operações de resgate. No total, 118 pessoas perderam a vida na tragédia.

N°361 - 16 de abril de 2003
O submarino chinês N°361 afunda durante missão de treinamento no Mar Amarelo, deixando mortos todos os 70 marinheiros a bordo. O acidente aconteceu porque as baterias da embarcação filtraram um ácido que, ao se misturar com a água salgada, acabou criando um gás tóxico que asfixiou a tripulação.

K-159 - 30 de agosto de 2003 (foto - 20)
O submarino nuclear russo K-159 afunda no Mar de Barents quando era transportado para um ferro-velho da marinha russa, matando nove tripulantes. O acidente aconteceu após fortes ventos abrirem um rombo no casco do submarino. Os esforços de resgate dos destroços foram seguidamente adiados devido ao risco de vazamento do material radioativo transportado pelo K-159.