02 de Março, 2018 - 09:30 ( Brasília )

Defesa

General Silva e Luna assume como Ministro interino da Defesa


Sylvia Martins

O ministro interino de Defesa, general Joaquim Silva e Luna, o ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann e os comandantes das Forças Armadas estiveram reunidos na tarde desta quinta-feira, na sede do Ministério da Defesa (MD), para a inauguração do retrato de Jungmann na galeria de ex-ministros de estado da Defesa. O evento marcou as despedidas e agradecimentos entre os dois ministros, empossados em seus atuais cargos no último dia 27.

O retrato de Jungmann comporá a galeria de 10 ministros que já passaram pela Defesa nesses 19 anos de criação da Pasta. “A foto do Jungmann irá inspirar os próximos”, comentou o ministro Silva e Luna, no ato de descerramento da foto, presenciado pelo comandante da Marinha, almirante Eduardo Bacellar Leal Ferreira; comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas; comandante da Aeronáutica, brigadeiro Nivaldo Luiz Rossato; chefe do Estado Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), almirante Ademir Sobrinho; e autoridades, militares e civis, das Forças e do MD.

Quase 2 anos de MD

O ministro extraordinário da Segurança Pública, Raul Jungmann, ao falar sobre os quase vinte meses de sua gestão,  destacou sua aproximação com aqueles que fazem as Forças Armadas do Brasil. “Estar no seio, próximo das Forças Armadas, da Marinha, do Exército, da Aeronáutica, me trouxe a certeza que com elas, por elas, mas também pelo seu povo, o Brasil pode sonhar com um futuro melhor”, disse Jungmann.

Em seus agradecimentos, lembrou que foram dias de muito trabalho, mas também de muita cumplicidade. “Fazendo um balanço, ainda que rápido, eu nunca falhei na lealdade reciproca, na lealdade que recebi. Nunca deixei de defender a integridade, participação e história de nossos militares, e civis que aqui trabalham, nas nossas Forças Armadas, o fiz por convicção”, afirmou o ministro Jungmann.

Ao se referir ao ministro Silva e Luna, Jungmann ressaltou a capacidade de trabalho do ex-secretário geral do MD. “De fato, em parte daquilo que nós podemos considerar conquistas, meu parceiro foi o general Silva e Luna”.

Novo ministro

O ministro interino da Defesa, general Silva e Luna, cumprimentou o ministro Jungmann pelo desafio de assumir a nova Pasta (Segurança Pública). “Essa é uma estrada a ser asfaltada. Há muito que se reunir, organizar, fazer, entregar resultados. Sucesso na missão”, disse.

“O que se quer do novo ministro, imagino, é a continuidade do que está em curso e o novo que se espera que ele produza em equipe, e com a equipe que constitui o Governo” foram as palavras de Silva e Luna para reafirmar o compromisso assumido no gerenciamento das ações do MD, para o preparo e emprego das Forças Armadas.

Ainda em seu discurso, Silva e Luna destacou que as batalhas travadas pelo Ministério da Defesa são do imediato, no que tange a operações conjuntas, orçamento, pessoal, produtos de defesa e outras. “O homem, já foi ele e suas circunstâncias; hoje, é ele e sua ousadia”, ressaltou, acrescentando “ousadia pautada nos valores que nos identificam como Forças Armadas”.

Para a continuação dos trabalhos do MD, mesmo que de modo interino, o general Silva e Luna contará com a experiência de 4 anos a frente da Secretaria Geral da Pasta e de seu histórico nas diversas funções que assumiu ao longo de sua carreira militar.



Fotos: Sgt Manfrim/MD e Sgt Batista/CECOMSAER