COBERTURA ESPECIAL - Cyberwar - Tecnologia

01 de Fevereiro, 2012 - 13:32 ( Brasília )

CYBERWAR -Site do BB apresenta instabilidade devido a número de acessos


Nota DefesaNet

A reportagem da Agência Brasil, órgão oficial do governo brasileiro é no mínimo hilária. Não houve invasão, mas foi usado o mais antigo e efetivo meio de ataque: o "Denial od Service", ou negação de operação.

É a multiplicação de acesso de tal modo que o serviço fica lento e por fim o servidor não consegue responder é acaba sendo derrubado. O mesmo processo que foi usado na Estônia, e derrubou todo o sistema de computadores do governo daquele país.

O editor

Kelly Oliveira
Repórter da Agência Brasil

Brasília - O site do Banco do Brasil (BB) está instável hoje (1º), com picos de acesso ocorridos a partir das 10h. Há registros de que a página tenha ficado fora do ar por alguns instantes, mas o BB nega. Segundo o banco, houve apenas lentidão no sistema em algumas regiões do país.

Segundo a assessoria de imprensa do BB, não houve tentativa de invasão do site por hackers, mas picos de acesso que geram instabilidade no sistema. Ainda de acordo com o BB, não houve risco para a segurança dos dados dos clientes. "O Banco do Brasil também rechaça qualquer especulação sobre ameaça à segurança dos servidores e sistemas operacionais."

No Twitter, o grupo de hackers Anonymous Brasil promete provocar problemas em um site de banco por dia. Os hackers também dizem ter provocado problemas no site do Bradesco ontem (31) e na página do Itaú, no último dia 30.

Em nota, o Bradesco disse que o site apresentou “momentos de intermitência com volume de acessos acima da média entre as 10h e as 12h [de ontem], mas não chegou a ficar fora do ar”. “O banco esclarece que essa quantidade elevada de acessos aconteceu em sua página institucional, e as funcionalidades do Internet Banking foram preservadas.”

O Itaú Unibanco, também por meio de nota, disse que houve “indisponibilidade” em seu site na última segunda-feira (30), “mas a normalidade foi retomada em seguida”. “Importante lembrar que todos os demais canais eletrônicos estavam disponíveis para as operações dos clientes”. O banco orienta que caso os clientes tenham alguma dificuldade de acesso, usem “o telefone [30 Horas], os 29 mil caixas eletrônicos onde podem fazer mais de 300 operações, além de toda a rede de agências, que hoje soma cerca de 5 mil [unidades] em todo o país”.

Edição: Talita Cavalcante//Matéria atualizada às 12h38.

DefesaNet

Matérias relacionadas:

Cyberwar - Planalto Responde: Forças Armadas contra hackers - Correio Braziliense - 26 Junho 2011 - Link

CDCiber - Na guerra cibernética, Brasil adota estratégia do contra-ataque - IG 21 junho 2011 - Link

CDCiber - Portaria de criação do Centro de Defesa Cibernética do Exército - Link

China confirma Cyber Blue Team - 26 maio 2011 - Link

China Revisa a Arte da Guerra - 2000 - Link