COBERTURA ESPECIAL - Brasil - EUA - Geopolítica

12 de Abril, 2010 - 12:00 ( Brasília )

Secretário Gates e Ministro da Defesa do Brasil assinam Pacto de Segurança


WASHINGTON, 12 Abril 2010 – O Secretário da Defesa Robert M. Gates e o Ministro da Defesa do Brasil Nelson Jobim assinaram um novo acordo de cooperação em defesa, do qual o Secretário Gates disse ser um exemplo de parceria e “oferece um modelo transparente e positivo para cooperação através das Américas.”

O acordo formaliza a crescente parceria na área de segurança entre os Estados Unidos e o Brasil, enquanto estabelece uma estrutura para construir esse relacionamento, disse Gates.

“Esse acordo será o início para aprofundar a cooperação de defesa entre os Estados Unidos e o Brasil em todos os níveis e demonstrará o quanto efetivo pode ser, nós podemos confrontar os desafios quando trabalhamos em parceria,” afirmou o secretário na cerimônia de assinatura no Pentágono.

O acordo expandirá o relacionamento entre os dois países em áreas promissoras e de interesse mútuo, incluindo pesquisa e desenvolvimento, apoio logístico, tecnologia de segurança e a aquisição de produtos de defesa e serviços. Essa cooperação não somente reforçará as capacidades militares de ambos países, mas também proporcionará oportunidades industriais, observou Gates.

Adicionalmente o o Acordo abre as portas para maiores trocas de informações sobre as experiências operacionais, tecnologias de defesa e Operações de Manutenção de Paz, assim como mais treinamentos em conjunto e educação e exercícios militares conjuntos.

O Secretário Gates saudou a liderança do Brasil na Missão de Paz da ONU no Haiti (MINUSTAH) nos últimos seis anos, particularmente em liderar os esforços das Nações Unidas após a devastação causada pelo terremoto de janeiro passado. Milhares de soldados brasileiros e americanos têm trabalhado lado a lado desde o terremoto para trazer ajuda humanitária e segurança ao povo do Haiti, observou Gates.

“Esse acordo é um reconhecimento formal dos muitos interesses em segurança e valores, que nós compartilhamos como as duas maiores democracias das Américas,” Gates afirmou. “Esses interesses em comum e a crescente participação e significação do Brasil nos assuntos mundiais são um desenvolvimento bem-vindo pelos Estados Unidos.”

Jobim, a quem Gates cumprimentou pela data de seu aniversário, compartilhou com o Secretário Gates, o entusiasmo pelas novas oportunidades de cooperação em defesa entre os dois países.

Perguntado se o Brasil já tinha decidido qual o novo caça que o Brasil irá adquirir, Jobim afirmou que ele espera fazer a recomendação ao final de Maio. Membros do governo Americano esperam que o Brasil escolha o F/A-18 Super Hornet em vez do caça francês Rafale ou do sueco Gripen (Nota DefesaNet - A transcrição da cerimônia e das perguntas indica que o Ministro menciona a decisão em Abril ou Maio).

“Nós gostaríamos de que os brasileiros escolhessem o Super Hornet. Isso aumentaria o nosso relacionamento estratégico,” informou um alto militar do Departamento de Defesa aos repórteres. “Mas o acordo … contém muito mais do que o que cada país pode adquirir um do outro. Há muitos outros elementos nele.”

O Secretário Gates tinha inicialmente planejado viajar a Brasília para a cerimônia de assinatura. Entretanto,o plano foi alterado pois o Ministro Jobim acompanhou o Presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva ao encontro de dois dias sobre Segurança Nuclear que o Presidente Barack Obama está realizando em Washington.

Gates partirá amanhã para uma gira pela América Latina,onde ele planeja visitar o Peru, Colômbia e o Caribe para reafirmar o compromisso americano com a região e promover maior colaboração na área de defesa.