COBERTURA ESPECIAL - Brasil - EUA - Tecnologia

12 de Maio, 2013 - 11:23 ( Brasília )

CODEVASF e USACE discutem ações para combater erosão




Na última semana, uma comitiva formada por técnicos da Companhia de Desesenvolvimento do Vale do São Francisco (CODEVASF) e um  engenheiro do Corpo de Engenheiros do Exército American (USACE)  visitou o Baixo São Francisco. A pedido da Superintendência Regional  da Codevasf, o grupo esteve em Propriá para discutir ações para conter  a erosão nas margens do rio. Obras emergenciais no trecho onde está  localizada uma das estações de bombeamento do perímetro irrigado  Cotinguiba/Pindoba devem ser executadas ainda em 2013.

O primeiro relatório da vistoria deve ser finalizado em meados de  junho. Em seguida, o USACE e a CODEVASF deverão discutir um projeto  para conter definitivamente a erosão na margem sergipana do rio São  Francisco. Em 2006, a companhia investiu 5 milhões de reais em obras  para conter a erosão no dique de proteção de Cotinguiba/Pindoba e no  povoado Serrão, em Betume. A última vistoria faz parte das ações do  contrato de cooperação técnica assinado entre a Codevasf e o Exército  Americano em dezembro de 2011, no valor de 3,8 milhões de dólares.