COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Defesa

28 de Janeiro, 2016 - 12:20 ( Brasília )

ABIMDE - Assume nova Diretoria

A nova diretoria da ABIMDE, para o triênio 2016-2018, tem como predidente Carlos Frederico Aguiar. Assume para atuar com foco no fortalecimento da BID (Base da Indústria de Defesa) e segurança pública nacional.



A nova diretoria da ABIMDE (Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança) tomou posse nesta quarta-feira, dia 27 de janeiro, em cerimônia no Comando do 8º Distrito Naval, na capital paulista. 

Entre as autoridades que prestigiaram o evento e compuseram a mesa estavam presentes a secretária de Produtos de Defesa (SEPROD) do Ministério da Defesa, Perpétua Almeida, a Deputada federal e membro da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN), Jô Moraes, o Deputado Federal e presidente da Frente Parlamentar Mista da Defesa Nacional, Carlos Zarattini e Vice-Almirante Glauco Castilho, Comandante do 8º Distrito Naval.

O Ministro da Defesa Sr Aldo Rebelo, cuja preseça estava prevista, teve compromissos em Brasília, relacionados à ação das Forças Armadas no combate ao mosquito Aedes aegypti (Zika Virus).

Na ocasião, Sami Youssef Hassuani, que esteve à frente da ABIMDE durante os últimos três anos, passou o comando da entidade para Carlos Frederico Queiroz de Aguiar. Hassuani continua como primeiro vice-presidente da entidade.

A nova diretoria assume para conduzir as ações da instituição para o triênio 2016-2018, com foco no fortalecimento da BID (Base da Indústria de Defesa) e segurança pública nacional, ou seja, continuar influenciando políticas de governo e políticas de Estado que assegurem o papel preponderante do setor, entre elas o orçamento impositivo de defesa, efetivar benefícios tributários decorrentes do RETID e continuar trabalhando o conceito de Empresa Estratégica de Defesa.

O novo presidente da ABIMDE apresentou as metas para o triênio e como a organização está se preparando para contribuir para alavancar os negócios do setor, promovendo o crescimento das mais de 220 empresas associadas em um cenário de retração econômica vivido no Brasil. Segundo Aguiar, com a crise econômica mundial, o empresariado deve buscar o caminho da inovação e da criatividade para manter-se competitivo (Nota DefesaNet a íntegra do discurso pode ser accessado em Link).

Para a nova diretoria da ABIMDE, exportar não é apenas uma saída para o atual momento. Exportar é uma das três bases de sustentação do setor: mercado interno, exportação e dualidade (mercado civil).

“Há muito falo sobre a inteligência competitiva de Estado, que é basicamente o Estado colocar, de forma transparente e legítima, seus atores para desempenhar um papel de aumento de participação no mercado global. As grandes potências já fazem isso e precisamos começar dando força e ênfase ao Departamento de Promoção Comercial do MD e do MRE, para que, em conjunto com a ABIMDE, possamos organizar missões e esforços governamentais e empresariais em todo o mundo”, destaca Aguiar.

No âmbito das exportações, a instabilidade mundial provocada pelas ações de terrorismo sinaliza pela necessidade de novos produtos e serviços na área de defesa, tanto para a segurança ostensiva quanto para as ações de inteligência. Com isso, a ABIMDE pretende contribuir para que a indústria nacional conquiste cada vez mais parcerias internacionais, permitindo a exportação de produtos de alto valor agregado.

Já para buscar novas oportunidades no mercado interno, a ABIMDE tem apostado na ampliação das atividades da Diretoria de Relações Institucionais, com a implantação de um escritório em Brasília, com o objetivo de ficar mais próximo do Governo Federal e do Legislativo. 

O presidente lembra ainda que este ano, apesar da instabilidade econômica, a realização dos Jogos Olímpicos no país será de grande oportunidade para a indústria de defesa, não apenas no Rio de Janeiro, mas também em outras capitais que vão receber a competição, que precisarão oferecer segurança aos turistas, atletas e delegações que se deslocarão pelo país.

“Também vamos trabalhar a sustentabilidade do setor de Defesa, que significa executar ações para que a Defesa e a Segurança Pública sejam compreendidas como um valor de nossa cultura. Muito em virtude de nosso passado de paz, a sociedade brasileira em geral não considera o setor com a relevância devida. Mas devemos trabalhar para mudar esse quadro”, conclui o novo presidente.


Confira abaixo os integrantes da nova Diretoria da ABIMDE:

Presidente - Carlos Frederico Queiroz de Aguiar (CONDOR)

1º Vice-Presidente – Sami Youssef Hassuani (AVIBRAS)

Vice-Presidente - Antonio Marco Moraes Barros (CBC)

Vice-Presidente - Sérgio Aita (EMBRAER)

Vice-Presidente - Francisco Antonio M. Laranjeira (EMGEPRON)

Vice-Presidente - Celso José Tiago (IMBEL)

Vice-Presidente - André Amaro da Silveira (ODEBRECHT)

Diretor - Tarcisio Takashi Muta (FUNDAÇÃO EZUTE)

Diretor - Wilson José Romão (LOGITEC)

Diretor - Wagner Campos A. Silva (MECTRON)

Diretor - Astor Lopes Jr. (BRADAR)

Diretor - Leonardo Nogueira (ALTAVE)

CONSELHO FISCAL

Efetivo - Beatriz V.X. da S. Rosa (TAROBÁ)

Efetivo - Nicolau Alves Sebastião (SKM)

Efetivo - Armando M. Repinaldo (LOGSUB)

Suplente - André Nestor Bertin (BCA)

Suplente - Ricardo Albuquerque (SIEMCONSUB)

Suplente - Roberto Gallo (KRYPTUS)


Matéria Relacionada

Discurso de Posse de Carlos Frederico Aguiar na presidência da ABIMDE Link



Outras coberturas especiais


Argentina

Argentina

Última atualização 23 NOV, 16:40

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa