COBERTURA ESPECIAL - Base Industrial Defesa - Aviação

23 de Agosto, 2013 - 17:30 ( Brasília )

Exército Brasileiro transfere tecnologia de VANT para a Flight Technologies

O CTEx e a Flight Technologies realizaram a assinatura do Contrato de Licenciamento da Tecnologia do Sistema de VANT VT 15.

Em 20 de agosto, o Centro Tecnológico do Exército recebeu o Sr Nei Brasil, Diretor-Presidente da Flight Technologies Sistemas, Serviços e Aerolevantamento, ocasião em que foi realizada a assinatura do Contrato de Licenciamento da Tecnologia do Sistema de VANT VT 15 à empresa.

O Sistema de VANT VT15, tal como projetado pelo CTEx, com subcontratação da empresa, possui aeronaves que podem carregar até 10 kg de instrumentos dedicados ao imageamento do terreno na busca de alvos e na vigilância aérea. Com 4,18 m de envergadura, o VT 15 pesa cerca de 75 kg, mas pode ser facilmente desmontado em módulos e acondicionado em caixas, que facilitam o transporte e armazenagem.

Compõem o Sistema entregue ao CTEx em Julho de 2010 três veículos aéreos, uma estação de solo portátil e um conjunto de itens de apoio logísticos.

O projeto propiciou ao CTEx a capacitação de pessoal e o domínio das tecnologias associadas aos Veículos Aéreos Não Tripulados (VANT).

É a primeira vez que um contrato dessa natureza é formalizado pelo CTEx, inaugurando uma nova fase no relacionamento com as empresas da Base Industrial de Defesa (BID), ao possibilitar que as inovações geradas nas pesquisas conduzidas pelo Centro possam induzir a produção de materiais que atendam às demandas militares.

A Flight Technologies manifestou interesse em licenciar a marca “VT15”, os programas computacionais e as tecnologias desenvolvidas no bojo desse projeto. Com isso, a empresa terá a oportunidade de agregar novas funcionalidades ao VANT, de modo a torná-lo um produto competitivo no mercado.

“Para nós da Flight é uma honra podermos prosseguir um projeto iniciado em 2007 com o Exército Brasileiro. É um momento histórico. Por ser o primeiro contrato desta natureza assinado pelo CTEx, demonstra a confiança depositada na Indústria de Defesa. Esperamos retribuir essa confiança com um produto à altura das expectativas do País, em especial, da Força Terrestre”, explicou o Presidente da Flight Technologies, Nei Brasil.
           
Tal como idealizado pela empresa, o VT15 é um VANT tático leve, para ser operado por 3 pessoas, de campo, de alta eficiência, com enlaces de rádio para operações até 180km em linha de visada, autonomia típica de 24 horas, e até 17 kg de carga-paga em sua configuração de propósito múltiplo. O volume dos compartimentos da aeronave propicia a instalação de imageadores diurnos e noturnos, radares SAR, apontadores laser, AIS, entre outros.
           
“O projeto Vant VT15 já marcou época por ter sido o primeiro Vant do Exército Brasileiro. Em tempo que pode ser considerado recorde, e contando com recursos dentro da realidade nacional, entregamos as unidades encomendadas e a estação de controle, com treinamento de pessoal da Força para operação. Nossa intenção, agora, é dotar o Sistema VT15 de capacidades específicas para que ele atenda as necessidades hoje já existentes das Força Armadas. A tecnologia evoluiu muito neste período, e o Brasil tem plenas capacidades para possuir um dos mais avançados sistemas de sua categoria a nível mundial.  Projetos como SISFRON e Proteger necessitarão de um sistema com suas características. Além disso, poderá igualmente atender as demandas dos Países integrantes da Unasul e demais latino americanos.”, completa Nei Brasil.
 
Sobre a Flight Technologies
 
A Fight Technologies (FT) é pioneira no desenvolvimento de Veículos Aéreos Não Tripulados (VANT). Fundada em 2005, a empresa 100% nacional atua no desenvolvimento de sistemas aeronáuticos, dando suporte ao desenvolvimento de sistemas robóticos em projetos do Ministério da Defesa Brasileiro.

Participou e ainda participa de importantes projetos na área de sistemas aéreos não tripulados nacionais, como o Projeto VANT e Projeto DPA VANT, ambos sob Gerência do Comando-Geral de Tecnologia Aeroespacial (CTA), Projeto Vant VT15 do CTEx e Mini-vant Horus do CTEx e Finep, consolidando sua posição de liderança e referência na área. Detentora de tecnologias próprias de interesse para o país, a FT é considerada uma empresa estratégica para as Forças Armadas Brasileiras

 


Outras coberturas especiais


Vant

Vant

Última atualização 22 SET, 16:00

MAIS LIDAS

Base Industrial Defesa