03 de Abril, 2011 - 23:10 ( Brasília )

Aviação

AF447 - Encontrados destroços do voo da Air France, diz jornal

Investigadores estão esperançosos em encontrar as caixas-pretas do avião

O jornal francês Le Point publicou hoje que foram encontrados destroços que parecem ser do avião da Air France que fazia o trajeto Paris-Rio. Ele caiu nas proximidades da costa brasileira em junho de 2009. O acidente matou 228 pessoas. O jornal atribui a informação ao Escritório de Investigações e Análises (BEA, na sigla em francês), responsável pela investigação do acidente.

O BEA diz em comunicado que sua equipe "localizou pedaços de um avião no caminho de uma operação de pesquisa submarina, realizada durante as últimas 24 horas". Segundo o jornal, ressurgiram esperanças de que a caixa preta da aeronave seja encontrada. As operações de busca no mar foram conduzidas pela WHOI (Woods Hole Oceanographic Institution). "Os destroços foram identificados por investigadores do BEA como pertencentes ao avião A330-203, voo 447", relata a reportagem.

O BEA diz que mais informações serão divulgadas em breve. Entretanto, ainda não está claro se a identificação é definitiva. De acordo com o Le Point, os destroços são diversos, "de motores e de alguns elementos da asa" e foram encontrados durante a investigação feita em uma área de 10 mil kmÔ e num raio de 75 km em torno da última posição conhecida do voo 447.

Investigadores querem descobrir os escombros para tentar recuperar os dados gravados no avião, que podem ajudar a resolver dúvidas sobre os minutos finais da aeronave. O escritório está na quarta fase de pesquisa no mar. As buscas começaram no mês passado e utilizam sensores submarinos e computadores avançados para análise de dados. As causas exatas da tragédia permanecem sem explicação até hoje.

O avião de dois motores desapareceu depois de entrar numa área de intensas tempestades. Dados de manutenção de transmissão automatizada do avião indicam que ele enfrentou problemas com sensores de velocidade, que provocaram desencontros em alguns sistemas de computadores. Mas especialistas em segurança disseram que os problemas conhecidos até o momento não devem ter causado o acidente. Com informações da Dow Jones.

Fonte - Agência Estado