11 de Dezembro, 2013 - 19:09 ( Brasília )

Aviação

Centro de Lançamento da Barreira do Inferno recebe Jornada Espacial


Entre os dias 09 e 13 de Dezembro, o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), localizado em Parnamirim (RN), sedia a 10ª edição da Jornada Espacial. O evento reúne 38 alunos e 35 professores, de 18 estados brasileiros mais o Distrito Federal, que alcançaram as melhores colocações entre os 800 mil estudantes que participaram, em maio deste ano, da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA!).
 
A Jornada Espacial realizada no CLBI corresponde à segunda edição deste ano. A primeira foi realizada em São José dos Campos (SP), em novembro. Durante os cinco dias de atividades, os estudantes de escolas públicas e privadas terão a oportunidade de assistir a palestras sobre temas ligados ao setor aeroespacial, como Veículos Suborbitais, Lançadores de Satélites, GPS, Clima Espacial e Balão Meteorológico. Os participantes conhecerão ainda um pouco mais sobre as atividades desenvolvidas no CLBI e sobre o Programa Espacial Brasileiro (PEB).
 
Uma das palestras mais aguardadas é a do astronauta brasileiro Marcos Pontes. No último dia do evento, ele falará aos estudantes sobre a “Missão Centenário”, projeto da Agência Espacial Brasileira (AEB), junto com a Agência Espacial da Federação Russa, que enviou o primeiro brasileiro ao espaço, em outubro de 2005.
 
Para José Bezerra Pessoa Filho, Tecnologista Sênior do Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE) e Coordenador da Jornada Espacial, a realização do evento é importante por mostrar aos jovens uma nova realidade. “O jovem sai daqui, muitas vezes, com uma visão diferente do país em que eles vivem e com novas perspectivas profissionais. A partir dessa experiência, novas fronteiras são abertas e muitos deles decidem embarcar na área aeroespacial”, explica.
 
A Jornada Espacial acontece desde 2005 e é uma iniciativa da AEB, através do Programa AEB Escola, que visa aproximar alunos e professores do universo da ciência e tecnologia aeroespacial. Tem como parceiros o CLBI, o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeronespacial (DCTA) e o Instituo Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), de São José dos Campos.