02 de Setembro, 2013 - 11:16 ( Brasília )

Aviação

CARREIRA - Em Belo Horizonte, Aeronáutica forma 163 novos oficiais


O Centro de Instrução e Adaptação da Aeronáutica (CIAAR), localizado em Belo Horizonte (MG), realizou nesta sexta-feira (30/08) a cerimônia militar de entrega de espadas, que marca a nomeação de 163 profissionais de diversas especialidades ao posto de oficial da Força Aérea Brasileira (FAB). A solenidade foi presidida pelo Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Juniti Saito, e contou com a presença de autoridades dos Três Poderes.
 
Ao receberem o símbolo do oficialato nas Forças Armadas, os integrantes da turma denominada “Jambock” concluem o Estágio de Adaptação de Oficiais Temporários (EAOT) e o Estágio de Instrução e Adaptação para Capelães (EIAC). Os novos oficiais se destacaram entre os mais de cinco mil candidatos nos concursos públicos para ingresso no Quadro de Oficiais da Aeronáutica.
 
No discurso, o Comandante da Aeronáutica ressaltou aos formandos da importância do compromisso que assumiram. “Valham-se do espírito triunfante do esquadrão Jambock, que a turma adotou como símbolo. Assumam os mesmos compromissos daqueles seletos jovens na distante década de 40 de servir à pátria e, assim, oferecer seus cotidianos em prol da soberania, da justiça e do bem-estar de outrem, passando a integrar um magnífico grupo de guerreiros dos céus", ressaltou o Comandante.
 
Jambock é o nome do Primeiro Grupo de Aviação de Caça, sediado na Base Aérea de Santa Cruz, no Rio de Janeiro, que combateu nos céus da Itália durante a Segunda Guerra Mundial.Formandos desfilam em continência à Bandeira Nacional  S1 Eduardo/CIAAR
 
Maioria são mulheres - Do total de formados, dois terços são mulheres. Para uma das integrantes da turma, Tenente Assistente Social Joice Corsino Ribeiro, o fato representa um grande progresso, já que historicamente as Forças Armadas são compostas na sua maioria por homens. “É uma oportunidade para as mulheres provarem que são capazes de tudo que for incumbido aos homens e que têm capacidade de ocupar todos os espaços, inclusive das Forças Armadas”, explica ela.
 
O Tenente Relações Públicas Marcos Vinícius Costa Lemos não se surpreende com o dado. “São guerreiras e a FAB só tem a melhorar com a presença delas”, avalia. Para ele o curso foi uma das melhores experiências que já vivenciou. “Entrar para a FAB era um sonho, por tudo que a instituição representa, seus valores, pelas pessoas que a integram. Fazer parte desse grupo agora é motivo de orgulho”, afirma o militar.
 
Prêmio - O primeiro colocado da turma “Jambock”, Segundo Tenente Capelão Evangélico Marcelo Pereira da Rosa, recebeu o “Prêmio de Honra ao Mérito” do Ministério da Defesa, concedido aos alunos primeiros colocados nas escolas de formação das Forças Armadas, e o “Prêmio Força Aérea Brasileira”, concedido aos primeiros colocados na classificação geral do curso de formação ou de adaptação de oficiais e sargentos do Comando da Aeronáutica. “O sentimento é de orgulho e é também uma responsabilidade representar colegas tão bem selecionados”, diz o Ten Marcelo.
 
Saiba mais sobre o curso EAOT/EIAC - Com duração de 18 semanas, o Estágio de Adaptação de Oficiais Temporários e o Estágio de Instrução e Adaptação para Capelães compreendem instruções de armamento, munição e tiro, atividades de campanha, conceitos de chefia e liderança, comunicação oral, elaboração de documentos oficiais e treinamento físico. Os formandos são profissionais com nível superior nas áreas de Administração, Análise de Sistemas, Serviço Social, Ciências Contábeis, Economia, Jornalismo, Psicologia Clínica, Psicologia Educacional, Psicologia do Trabalho, Relações Públicas, Serviços Jurídicos, além de dois Sacerdotes Católicos Apostólicos Romanos e dois Pastores Evangélicos. Os novos oficiais foram designados para servir nas localidades escolhidas no ato da inscrição do concurso, obedecendo à classificação final obtida durante o curso de formação.