COBERTURA ESPECIAL - Argentina - Geopolítica

09 de Junho, 2014 - 00:30 ( Brasília )

ARGENTINA - Politiza a COPA


Nas fotos tiradas no início do jogo apronto da seleção Argentina com a Eslovênia, na tarde de domingo (08JUN14), o governo de Cristina Kirchner deu início à politização da Copa FIFA 2014.

Uma surpreendente faixa “Las Malvinas son AREGENTINAS” foi colocada à frente do selecionado dirigido por Alejandro Sabella.

Todo o time titular estava perfilado incluindo o ídolo Lionel Messi. Outra faixa colocada na torcida incuia a hashtag  #soldadosdeSabella.

No dia 10 de Junho, a presidente Cristina Kirchner inaugurará nas antigas dependências da Escola de Mecanica da Armada (ESMA), considerada como centro de tortura nos governos militares, o primeiro Museu Nacional dedicado às Ilhas Malvinas.

"No será el museo de la guerra, sino que recorrerá toda la vida e historia de las islas. Será el primer museo nacional sobre las Islas Malvinas en la historia del Estado argentino", destacou o  diretor do museu,  Jorge Giles,  à agência oficial de notícias  “Argentina.ar”

Para o  ato de inauguração está prevista a participação de  ex combatentes, historiadores e todo o corpo diplomático da região que apoia a causa argentina referente à  soberanía das ilhas. O museu será inaugurado em uma data simbólica: “ Día de la Afirmación de los Derechos Argentinos sobre las islas”,  relembrando  a data de criação, em 1829, da “Comandancia Política y Militar” das ilhas, informa a agência “Argentina.ar”.

Em encontros posteriores  ao conflito de 1982 não houve maiores conflitos nas partidas entre as seleções nacionais, como a de 1986, mesmo tendo o jogador argentino Diego Maradona ter feito um gol com a mão (mano de Dios).

O maior confronto foi na copa do mundo de 1966, partida vencida pela Inglaterra por 1 a 0, e o  jogador argentino  Antonio Rattín, expulso teve ser escoltado por vários policiais para fora do campo. Afirmam que Rattin gritava  que “Las Malvinas son AREGENTINAS”.

Acompanhe as matérias relacionadas e os esforços argentinos  para desestabilizar a presença britânica nas MALVINAS / FALKLANDS:

Matérias Relacionadas:


EXCLUSIVO: Buenos Aires se prepara para escalar crise no Atlântico Sul Link

Malvinas - Falklands - A falência do pensamento estratégico argentino Link

ZOPACAS - Defesa em Debate - Atlântico Sul: e se não for um projeto político só da ZOPACAS? Link


PAMPA AZUL – Programa para pesquisar o Mar Argentino Link



Outras coberturas especiais


UNODC

UNODC

Última atualização 19 SET, 12:30

MAIS LIDAS

Argentina