COBERTURA ESPECIAL - America Latina

23 de Abril, 2015 - 14:30 ( Brasília )

Presidente da Coreia do Sul comparece a rollout de avião treinador no Peru


A presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye, compareceu na última terça-feira (21) à cerimônia de rollout do primeiro avião treinador básico fabricado no Peru. O projeto é o mais recente em uma série de ações para fortalecer os lações entre as duas nações no setor de aviação.

A aeronave foi montada na base aérea de Las Palmas em cooperação com a Korea Aerospace Industries Ltd., única fabricante de aviões do país asiático.

Sob contrato assinado em 2012, a KAI está ajudando o Peru a construir mais 15 treinadores a jato, os chamados KT-1P, para a Força Aérea Peruana. A empresa coreana já montou e entregou quatro unidades a Lima.

A president Park e o presidene do Peru, Ollanta Humala, assistiram também ao voo inaugural do primeiro treinadormontado em solo peruano.

Os dois pilotos da aeronave receberam seis meses de treinamento na Coreia do Sula no passado. A líder asiática entregou cachecóis vermelhos a dez pilotos que participaram da cerimônia na terça-feira .
A visita da president coreana veio um dia após ela e Humala concordarem em cooperar em um projeto para um avião treinador avançado – a medida pode aumentar as possibilidades de uma empresa sul-coreana firmar um lucrativo contrato.

Essas ações entre Seul e Lima “têm a finalidade de expandir a cooperação mútua no setor de alta tecnologia de aviação”, disse a presidente Park na última segunda-feira (20) em uma coletiva de imprensa junto com Ollanta Humala após uma reunião entre os dois presidentes. O peru é a segunda escala entre as quatro visitas programadas de Park Geun-hye na América do Sul.

Autoridades da Coreia do Sul dizem acreditar que a cooperação no setor de viação pode ajudar Seul e Lima a abrir caminhos no mercado sul-maericano, atualmente dominado pela brasileira Embraer SA. Esses comentários surgem enquanto a Korea Aerospace Industries Ltd. compete com rivais estrangeiras por um contrato estimado em um bilhão de dólares para a próxima geração de aeronaves de ataque leves para a Força Aérea peruana.

A KAI ofereceu seus jatos FA-50 – uma variante leve do treinador T-50 Golden Eagle desenvolvido pela americana Lockheed Martin. Trata-se do modelo mais avançado da família T-50 e é também operado pela Força Aérea sul-coreana.

No ano passado, Seul assinou um contrato de 420 milhões de dólares para exportar 12 unidades do FA-50 construídas pela KAI para as Filipinas dentro de um acordo feito diretamente entre os governos dos dois países.



Outras coberturas especiais


TOA

TOA

Última atualização 19 OUT, 01:50

MAIS LIDAS

America Latina