COBERTURA ESPECIAL - Venezuela - Defesa

21 de Março, 2022 - 10:20 ( Brasília )

Ministério da Defesa realiza visita técnica à Operação Acolhida


Comitiva liderada pelo Chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas (EMCFA), General de Exército Laerte de Souza Santos, esteve em Roraima para visita técnica à Operação Acolhida, nos dias 17 e 18. A Força-Tarefa Logística Humanitária realiza o ordenamento de fronteira, recepciona, regulariza e interioriza venezuelanos refugiados, que ingressam no país em busca de ajuda.

Essa missão é de fundamental importância, tendo em vista que proporciona uma melhor condição de vida para essas pessoas em vulnerabilidade”, pontuou o Chefe do EMCFA. As autoridades da Defesa foram ao estado com o propósito de acompanhar as ações desempenhadas pela Operação e o emprego dos recursos.

A comitiva percorreu as instalações e os abrigos. No primeiro dia, estiveram em Boa Vista, capital do estado, e, no segundo dia, em Pacaraima, cidade que faz fronteira com a venezuelana Santa Helena de Uairén. “Temos, hoje, cerca de 9 mil migrantes abrigados, e mais de 70 mil já foram interiorizados para outros estados do Brasil”, informou o coordenador da Operação Acolhida, General de Divisão Sérgio Schwingel. Ele apresentou o planejamento e dados atualizados sobre o trabalho.

Estiveram presentes na missão o Chefe de Logística e Mobilização do Ministério da Defesa, Tenente-Brigadeiro do Ar Heraldo Luiz Rodrigues; o Comandante Militar da Amazônia, General de Exército Achilles Furlan Neto; o Vice-Chefe de Logística e Mobilização, Major-Brigadeiro Engenheiro Jorge Luiz Cerqueira Fernandes; e demais autoridades.

A Operação Acolhida

A Operação, criada pelo Governo Federal em 2018, pelo Decreto nº 9.286, de 15 de fevereiro de 2018, é presidida pela Casa Civil da Presidência da República. O Ministério da Defesa realiza o apoio logístico e operacional, além de coordenar o trabalho da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, na atividade que envolve a participação de 12 ministérios, organismos internacionais e organizações da sociedade civil. Atualmente, 639 militares compõem o 13º contingente, em parceria com órgãos governamentais e agências, como o Alto-comissariado das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR).


VEJA MAIS