COBERTURA ESPECIAL - Verde Brasil - Defesa

03 de Agosto, 2020 - 11:30 ( Brasília )

Forças Armadas reforçam combate a incêndio em Cáceres (MT) e distribuem cestas básicas no Pará


Tenente Fraga

Militares do 66º Batalhão de Infantaria Motorizado do Exército apoiaram integrantes da 2ª Companhia Independente do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso no combate a incêndio florestal, no sul do município de Cáceres (MT). A ação ocorreu no sábado (1°), em área de fazendas próximas ao Parque Estadual Guirá. A atividade está no escopo da Operação Verde Brasil 2 e foi coordenada pelo Comando Conjunto Oeste.

Integrantes do Corpo de Bombeiros e militares do Exército contiveram o fogo na Fazenda Flórida, área de preservação localizada ao sul do município de Cáceres (MT). As equipes utilizaram sopradores, bomba costal, abafadores e a técnica de fogo contra fogo, para efetivo combate às chamas.

O Comando Conjunto Amazônia (CCjA) prosseguiu com ações de inspeção naval em rios da região Amazônica, abrangendo cidades dos estados do Amazonas, Roraima e Rondônia. As atuações ocorreram por meio do Navio-Patrulha Fluvial (NPaFlu) Rondônia e de embarcações das capitanias pertencentes ao 9º Distrito Naval. As atividades consistiram na abordagem e revista de 145 embarcações, das quais dez foram apreendidas. Também foram emitidas 25 notificações, além da apreensão de uma balsa de garimpo.

Já o Comando Conjunto Norte (CCjN) combateu, por intermédio do 52° Batalhão de Infantaria de Selva (52° BIS), novos focos de incêndio na região de Flona Carajás, na localidade de Canaã dos Carajás (PA). Também foram realizadas ações de inspeção naval em diversos rios, abrangendo várias cidades dos Estados do Amapá, Pará e Maranhão, empregando meios do 4º Distrito Naval (NPa Pampeiro, NHiB Ten Castelo e meios das capitanias/agências). No total, foram abordadas e revistadas 73 embarcações, sendo que destas, oito foram notificadas.

Resultados

Desde a deflagração da Operação Verde Brasil 2, em 11 de maio, militares e agentes de órgãos parceiros realizaram 18,2 mil inspeções navais e terrestres, vistorias e revistas em embarcações, das quais 399 foram apreendidas. Nos postos de bloqueio e controle de estradas foram retidos 174 veículos por irregularidades. Volume superior a 28 mil metros cúbicos de madeira ilegal também foi confiscado, bem como apreendidas 552 máquinas de serraria móvel, tratores, maquinário de mineração, balsas, dragas e acessórios. Até o momento, mais de R$ 406,9 milhões foram aplicados em multas e termos de infração.

Operação Verde Brasil 2

A Operação Verde Brasil 2 é coordenada pelo Ministério da Defesa. Está no escopo do Conselho Nacional da Amazônia (CNA), conselho regulado pela Vice-Presidência da República em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública. A missão deflagrada pelo Governo Federal, em 11 de maio de 2020, visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal. A determinação presidencial para emprego das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicada no Diário Oficial da União por meio do Decreto n° 10.341, de 6 de maio de 2020. Em 9 de julho, a GLO foi renovada até 6 de novembro, por meio do decreto presidencial 10.421.

Para cumprir a determinação presidencial, o Ministério da Defesa ativou três Comandos Conjuntos. São eles: Comando Conjunto Norte (CCjN), Comando Conjunto Amazônia (CCjA) e Comando Conjunto Oeste (CCjO). O Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), da FAB, dá suporte às ações aéreas, em caráter permanente. Assim como na Operação Verde Brasil ocorrida em 2019, o Centro de Operações Conjuntas do Ministério da Defesa coordena as atividades a partir da capital federal. Ainda participam da missão integrantes da Polícia Federal, Policia Rodoviária Federal, Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), Força Nacional de Segurança Pública, Agência Brasileira de Inteligência (ABIN) e Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia (Censipam).

Distribuição de cestas básicas

Militares das Forças Armadas realizaram a entrega de 2.500 cestas básicas e 1761 caixas de itens de higiene pessoal na região do Marajó (PA). A ação foi coordenada pelo Comando Militar do Norte, por meio da Marinha, em apoio ao Ministério da Mulher, Família e dos Direitos Humanos, do Governo Federal. Outra atividade realizada por integrantes da Forças Singulares foi a desinfecção de áreas externas, internas e do pátio da Secretaria de Obras e Serviços Urbanos, em Nioaque (MS). O trabalho foi executado no âmbito do Comando Conjunto do Oeste, por meio do 9º Grupo de Artilharia de Campanha, dando continuidade a ações de controle e combate à Covid-19.

Operação Covid-19

O Ministério da Defesa ativou, em 20 de março, o Centro de Operações Conjuntas, para atuar na coordenação e no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate ao novo coronavírus. Nesse contexto, foram ativados dez Comandos Conjuntos, que cobrem todo o território nacional, além do Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), de funcionamento permanente. A iniciativa integra o esforço do governo federal no enfrentamento à pandemia.

As demandas recebidas pelo Ministério da Defesa, de apoio a órgãos estaduais, municipais e outros, são analisadas e direcionadas aos Comandos Conjuntos para avaliarem a possibilidade de atendimento. De acordo com a complexidade da solicitação, tais demandas podem ser encaminhadas ao Gabinete de Crise, que determina a melhor forma de atendimento.

 



Outras coberturas especiais


Modernização FAB

Modernização FAB

Última atualização 19 SET, 13:00

MAIS LIDAS

Verde Brasil