COBERTURA ESPECIAL - US RU OTAN - Geopolítica

28 de Março, 2022 - 11:00 ( Brasília )

Alemanha cogita instalar escudo antimíssil


"Bild am Sonntag" afirma que governo de Olaf Scholz estaria interessado em comprar sistema "Iron Dome (Domo de Ferro)" fabricado em Israel. Custo seria de 2 bilhões de euros e sistema poderia estar em operação em 2025.

O governo alemão estaria analisando a possibilidade de instalar um escudo antimísseis sobre todo o território do país, revelou a edição deste domingo (27/03) do jornal alemão Bild am Sonntag.

Segundo a reportagem, a possibilidade foi levantada em uma reunião recente entre o chanceler federal da Alemanha, Olaf Scholz, e o inspetor-geral das Forças Armadas Alemãs (Bundeswehr), Eberhard Zorn, sobre o uso dos 100 bilhões anunciados para financiamento reservado ao exército.

O Bild informou que a discussão sobre a aquisição de um "Iron Dome" se concentrou especificamente no sistema Arrow 3 , produzido por Israel. Segundo o jornal, uma decisão ainda não havia sido tomada, mas o governo dos social-democratas seria a favor da compra.

"Devemos nos proteger melhor contra a ameaça da Rússia. Para fazer isso, precisamos de um escudo antimísseis em toda a Alemanha rapidamente", teria dito o relator-geral do comitê de orçamento do Ministério da Defesa, Andreas Schwarz, segundo o Bild.

"O sistema israelense Arrow 3 é uma boa solução", acrescentou. O sistema custaria cerca de 2 bilhões de euros, segundo informações de segurança citadas pelo jornal, e poderia estar em operação já em 2025.

O que é o Iron Dome



O Domo de Ferro israelense provou ser eficaz em maio do ano passado, em mais uma escalada nos conflitos entre Israel e a Faixa de Gaza. Uma bateria do Domo de Ferro consiste em uma unidade de radar e um centro de controle que pode detectar projéteis logo após seu lançamento e calcular sua trajetória e alvo. O sistema leva apenas alguns segundos para fazer a detecção, fator crucial, pois, dependendo da proximidade das pessoas da Faixa d

e Gaza, elas podem ter apenas de 15 a 90 segundos para buscar abrigo. Uma bateria também tem três ou quatro lançadores de foguetes com 20 mísseis cada, caso os projéteis sejam direcionados para áreas povoadas.

Os mísseis interceptores podem ser manobrados no ar. No entanto, eles não são projetados para atingir um projétil que se aproxima, mas para explodir perto dele e destruí-lo no processo.

A queda de detritos, portanto, ainda pode causar danos consideráveis. No ano passado, existiam 10 sistemas móveis Domo de Ferro m uso em Israel. De acordo com seu fabricante, Rafael Advanced Defense Systems, uma única bateria pode proteger uma cidade de médio porte e interceptar foguetes disparados de no máximo 70 quilômetros de distância.

O Domo de Ferro foi projetado para interceptar foguetes de curto alcance e é usado para complementar outros sistemas de Israel. O chefe da Organização de Defesa de Mísseis de Israel, Moshe Patel, disse que mais de 2.400 projéteis foram interceptados em 10 anos. De acordo com a Rafael Advanced Defense Systems, mais de 2.500 foram interceptados – com uma taxa de sucesso de 90%.

Alemanha considera comprar sistema antimíssil, diz chanceler Scholz¹

A Alemanha está considerando adquirir um sistema de defesa antimíssil para se proteger de um potencial ataque da Rússia, disse o chanceler alemão, Olaf Scholz, na noite de domingo.

"Esta é certamente uma das questões que estamos discutindo, e por bons motivos", disse ele à emissora pública ARD quando perguntado se a Alemanha poderia comprar um sistema de defesa como o Domo de Ferro, de Israel.

Ele não especificou que tipo de sistema a Alemanha está avaliando.

Quando perguntado se a Alemanha pretendia adquirir um sistema de defesa antimíssil com um alcance mais longo do que suas baterias existentes, Scholz disse: "Precisamos estar cientes de que temos um vizinho que está preparado para usar a violência para fazer valer seus interesses".

O jornal Bild am Sonntag noticiou mais cedo que um escudo de defesa antimíssil para todo o território da Alemanha foi um dos tópicos discutidos por Scholz em encontro com Eberhard Zorn, o chefe da defesa alemã.

Especificamente, eles falaram sobre uma possível aquisição do sistema israelense "Flecha 3", disse o jornal.

O Ministério da Defesa se recusou a comentar a reportagem. O Ministério da Defesa de Israel não tinha nenhum comentário imediato.

Em um discurso marcante dias após a invasão russa da Ucrânia em 24 de fevereiro, Scholz anunciou que a Alemanha aumentaria drasticamente seus gastos com defesa para mais de 2% de sua produção econômica e injetaria 100 bilhões de euros na área de defesa.

A Rússia diz que os objetivos do que Putin chama de "operação militar especial" incluem a desmilitarização e "desnazificação" de seu vizinho. A Ucrânia e seus aliados ocidentais chamam isto de um pretexto para uma invasão não provocada.

Bild é bloqueado na Rússia

As autoridades russas disseram neste domingo que bloqueariam o jornal Bild, tornando o tabloide alemão um dos mais recentes meios de comunicação ocidentais a serem censurado por Moscou, enquanto o Kremlin busca controlar a narrativa sobre a guerra na Ucrânia.

O Bild está publicando reportagens em russo sobre a guerra em seu site. O regulador de comunicações e mídia russo Roskomnadzor disse que bloqueou o site a pedido de um promotor. O editor-chefe do jornal, Johannes Boie, afirmou que a decisão de bloquear o site do Bild na Rússia confirma o "trabalho jornalístico pela democracia, liberdade e direitos humanos" feito pelo periódico.

As autoridades russas também bloquearam o acesso a sites de mídia estrangeira, incluindo a alemã Deutsche Welle , a BBC no Reino Unido, a Euronews, a Voice of America, financiada pelo governo dos EUA, e a Radio Free Europe/Radio Liberty.


VEJA MAIS