COBERTURA ESPECIAL - US RU OTAN - Geopolítica

17 de Março, 2022 - 11:11 ( Brasília )

US-RU-OTAN: Rússia alerta EUA - temos o poder de colocá-los em seu lugar


A Rússia alertou os Estados Unidos nesta quinta-feira que Moscou tem o poder de colocar is EUA em seu lugar e acusou o Ocidente de elaborar uma trama russofóbica selvagem para destruir a Rússia.

Dmitry Medvedev, que foi presidente da Rússia de 2008 a 2012 e agora é secretário adjunto do Conselho de Segurança do país, disse que os Estados Unidos tinham alimentado uma "nojenta" russofobia na tentativa de forçar a Rússia a se ajoelhar.

"Não vai funcionar -- a Rússia tem o poder de colocar todos os nossos inimigos impetuosos em seu lugar", disse Medvedev. Desde que a Rússia invadiu a Ucrânia em 24 de fevereiro, os Estados Unidos e seus aliados europeus e asiáticos impuseram sanções aos líderes, empresas e empresários russos, isolando a Rússia de grande parte da economia mundial.

O presidente russo, Vladimir Putin, afirma que, o que ele chama de operação militar especial na Ucrânia, é necessária porque os Estados Unidos estavam usando a Ucrânia para ameaçar a Rússia e a Rússia tinha que se defender contra o "genocídio" do povo de língua russa pela Ucrânia.

A Ucrânia diz que está lutando por sua existência e que as alegações de genocídio de Putin são um disparate. O Ocidente diz que a afirmação de que quer destruir a Rússia é ficção.

A Rússia afirma que, apesar das sanções impostas contra si, pode se sair bem sem o que afirma ser um Ocidente enganoso e decadente liderado pelos Estados Unidos.

Diz ainda que sua tentativa de forjar laços com o Ocidente após a queda da União Soviética em 1991 está agora terminada e que desenvolverá relações com outras potências, como a China.



Muitos na Rússia estão se revelando traidores, diz Kremlin

O Kremlin disse nesta quinta-feira que muitas pessoas na Rússia estavam se mostrando "traidores" e apontou para aqueles que estavam se demitindo de seus empregos e deixando o país.

O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, fez os comentários um dia depois que o presidente russo, Vladimir Putin, deu um alerta severo aos "traidores" russos que ele disse que o Ocidente queria usar como uma "quinta coluna" para destruir o país.

"Em tempos tão difíceis... muitas pessoas mostram sua verdadeira face. Muitas pessoas estão se mostrando, como dizemos em russo, como traidores", disse Peskov aos repórteres em uma teleconferência.

"Eles desaparecem da sociedade por si mesmos. Algumas pessoas estão deixando seus postos, outras estão deixando sua vida profissional ativa, algumas deixam o país e se mudam para outros países. É assim que esta limpeza acontece."

Ele estava se referindo ao comentário de Putin na quarta-feira de que a Rússia passaria por uma "autolimpeza" natural e necessária, pois as pessoas eram capazes de "distinguir os verdadeiros patriotas da escória e dos traidores".


VEJA MAIS