COBERTURA ESPECIAL - US RU OTAN - Aviação

07 de Março, 2022 - 07:00 ( Brasília )

Ucrânia tem drone 'revolucionário' que pode 'mudar o jogo' contra Rússia


O exército da Ucrânia está usando drones capazes de armazenar 3 kg de explosivos e atingir alvos em até 48 quilômetros atrás das linhas inimigas.

O engenheiro ucraniano da empresa UA-Dynamics, Eugene Bulatsev, afirmou que os drones 'revolucionários', chamados de ‘Punisher’, já completaram até 60 missões de sucesso desde o começo da invasão na Ucrânia.

Segundo Bulatsev, o uso dos drones “é a maneira mais barata e fácil de dar um soco de longa distância sem arriscar a vida dos civis”.

Esses veículos aéreos não tripulados têm a envergadura de 23 metros e conseguem voar durante horas a 1.300 pés de altura.

Para realizar uma missão de forma automática, os ‘Punisher’ precisam apenas das coordenadas do alvo, sendo acompanhados por um modelo menor, chamado de 'Spectre', que é capaz de identificá-lo.

De acordo com Bulatsev, o drone é relativamente pequeno, leve e indetectável por radares. Além disso, o veículo aéreo não tripulável pode lançar três bombas de cada vez e atingir até três alvos separados, bem como voltar à base para ser recarregado e retornar ao combate em poucos minutos.

A UA-Dynamics é uma empresa de fabricação de drones criada em 2014 por um grupo de veteranos após o início das batalhas no leste da Ucrânia.

Maxim Subbotin, especialista em marketing e porta-voz não oficial da companhia, afirma que três quartos dos funcionários são veteranos com experiência em operações especiais no território inimigo.

Com informações são da Business Insider.


VEJA MAIS