COBERTURA ESPECIAL - TOA - Defesa

10 de Dezembro, 2021 - 08:40 ( Brasília )

No Acre, obras de infraestrutura transformam a realidade de comunidades de difícil acesso


Mariana Alvarenga

Decolar de helicóptero, atravessar o rio Juruá de canoa e concluir o trajeto por automóvel. Esse foi um dos percursos dos engenheiros e supervisores do Ministério da Defesa para vistoriar obras de infraestrutura em uma das regiões mais remotas do País, em Marechal Thaumaturgo, no Acre. Outros grupos se espalham por outros 13 municípios do estado, para vistoriar 48 construções de infraestrutura, entre 06 e 09 de dezembro. A ação contribui para o desenvolvimento nacional e está inserida no contexto da Política Nacional de Defesa.

Eles fazem parte do Programa Calha Norte (PCN), iniciativa do Ministério da Defesa em parceria com o Poder Legislativo, presente nos estados da região Norte, além do Maranhão, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. O PCN recebe recursos por meio de convênios celebrados com prefeituras e, com o projeto de engenharia em mãos, acompanha a execução das construções. Na oportunidade, as equipes inspecionam as obras entregues nos últimos dois anos.

Nesta terça-feira (07), a comitiva do PCN vistoriou sete obras de Marechal Thaumaturgo, município localizado às margens do rio Juruá. A única maneira de chegar até lá é por meio aéreo ou por embarcação. A primeira obra vistoriada foi uma rampa de acesso, que permite aos barqueiros transportar suas mercadorias para a cidade com mais facilidade. Além disso, os passageiros das embarcações que chegam de viagens desembarcam com maior conforto e segurança.

“Antes, a gente não tinha como encostar o barco. Encostávamos lá na frente, perto de uma escada com mais de cem degraus. Melhorou muito para nós, que transportamos pessoas e mercadorias para o município”, contou o barqueiro Orleir Vasconcelos.

Andando mais um pouco, a equipe chegou ao Centro Social de Multiusos, que possui uma quadra de esportes ao lado. Com o empreendimento, crianças e jovens de Marechal Thaumaturgo, agora, tem um espaço de lazer adequado. Devido ao calor excessivo na cidade, as atividades são à noite, com o acompanhamento de monitores de bairro. Um deles é o secretário executivo do local, Raimundo Nogueira. “Essa obra trouxe muitos benefícios, porque atende crianças e jovens da cidade. Aqui, eles competem e se divertem”, disse ele.

Pavimentação e escola beneficiam comunidades longínquas do Acre


O dia começou cedo para a equipe de engenheiros e de supervisores do Programa Calha Norte que estavam em Cruzeiro do Sul, no Acre, para inspecionar obras de infraestrutura entregues nos municípios dos arredores, nessa quarta-feira (08). Isso porque o desafio é grande: só é possível chegar ao município de Porto Walter por embarcação ou por meio aéreo.

Os pilotos do 4º Batalhão de Aviação do Exército encararam o tempo nublado e transportaram o grupo para as vistorias em comunidades, de helicóptero. Na mais distante, chamada Comunidade do Mororó, onde habitam apenas 18 famílias, a obra vistoriada foi a Escola de Ensino Fundamental São José. A visita faz parte de uma série de inspeções realizadas, entre 06 e 09 de dezembro, a obras entregues nos últimos dois anos, pelo PCN. O Programa é responsável pela execução de empreendimentos com recursos provenientes de emendas parlamentares.

Após desembarcar do helicóptero, percorreram uma trilha para chegar ao local. A escola, que tem a faixada azul, já está pronta para iniciar o ano letivo de 2022. As aulas presenciais só começam no próximo ano, mas as expectativas para usar a nova instalação são grandes. A professora Eliana Antônia Ferreira da Silva, que ministra aulas de Português, Inglês e Religião, explica que a nova escola é mais ampla e será mais confortável para os estudantes. “Os alunos estão ansiosos para vir. A escola é importante para quem mora aqui e também para aqueles que estão em comunidades além do rio, e vem de canoa. Uma escola arrumada é mais um incentivo para virem para as aulas”, contou.

Para chegar a outra comunidade, foi preciso mais um voo de helicóptero. Após o pouso, um carro levou os profissionais até o cais, onde uma canoa os aguardava para conduzi-los até o local da obra. Após desembarcar, uma breve caminhada para, finalmente, chegar à benfeitoria. Trata-se de uma pista de caminhada.

O aposentado Manuel Pereira mora em frente à pista e conta que, depois da construção, as ruas não ficam mais alagadas e as crianças não precisam mais colocar os pés em sacolas e levar os sapatos nas mochilas nos dias de chuva. “Quando chovia, era impossível caminhar. Era cheio de lama. Agora, as crianças brincam, as pessoas caminham. Ficou uma maravilha”, descreveu.

Desenvolvimento regional

Um dos objetivos do Programa Calha Norte é melhorar a infraestrutura de municípios distantes dos centros urbanos. Trata-se de uma parceria entre o Executivo, por meio do Ministério da Defesa e o Poder Legislativo, em que esta pasta recebe recursos provenientes de emendas parlamentares e executa as obras em parceria com os municípios.

Para assegurar a aplicação do valor disponibilizado e a correta execução das benfeitorias, todo processo é acompanhado e fiscalizado até a entrega à população beneficiada.


VEJA MAIS



Outras coberturas especiais


Pandemic War

Pandemic War

Última atualização 18 JAN, 21:40

MAIS LIDAS

TOA