COBERTURA ESPECIAL - TOA - Terrestre

03 de Dezembro, 2020 - 10:10 ( Brasília )

Ações de patrulhamento da 1ª Brigada de Infantaria de Selva na fronteira entre o Brasil e a Venezuela


No período de 25 a 27 de novembro, a 1ª Brigada de Infantaria de Selva (1ª Bda Inf Sl) - “Brigada Lobo D’Almada" realizou operações na Faixa de Fronteira nas áreas urbana e rural do município de Pacaraima, norte do estado de Roraima. A finalidade da operação foi intensificar o patrulhamento e aumentar a sensação de segurança da população local. As ações foram executadas em coordenação com órgãos de segurança pública federais e estaduais.

Foram realizadas patrulhas motorizadas e a pé, posto de controle e bloqueio de via urbana, vasculhamento de área, static points e check points nas ruas da sede do município, nas trilhas que demandam ao território brasileiro e nas vias da área rural.

Aumentando a capacidade de deslocamento das tropas, a 1ª Bda Inf Sl foi apoiada por uma aeronave HM-1 Pantera, do 4º Batalhão de Avialção do Exército. A Brigada Lobo D’Almada empregou um efetivo de 470 militares e 50 viaturas, atuando para coibir e reprimir delitos transfronteiriços na região e potencializando as atividades de fiscalização na fronteira Brasil - Venezuela.

No contexto da Operação Pacaraima, foram desenvolvidas ações cívico-sociais (ACISO) nas comunidades indígenas de Placas e Contão. Com o apoio de indígenas da comunidade, a tropa da Companhia de Comando da 1ª Bda Inf Sl, apoiada por elementos de Engenharia do 6º Batalhão de Engenharia de Construção, revitalizou um posto médico e um galpão que serve de apoio para os indígenas da região.

Militares do Serviço de Saúde das OM da brigada aplicaram testes rápidos para a detecção da COVID-19 e realizaram uma palestra ensinando as medidas de prevenção para os indígenas, além de prestar assistência médico-odontológica para a população local.

Todos os militares que participaram da operação seguiram os protocolos preconizados pelo Ministério da Saúde e pelo Exército Brasileiro para a prevenção à COVID-19.

Fonte: 1ª Bda Inf Sl

VEJA MAIS