COBERTURA ESPECIAL - Tambores de Guerra - Geopolítica

21 de Junho, 2022 - 11:00 ( Brasília )

Novo chefe do Exército Britânico: Devemos estar prontos para "lutar mais uma vez na Europa".


O novo chefe do Exército Britânico advertiu os soldados que eles devem se preparar "para lutar mais uma vez na Europa", comentários que adquire um novo significado à medida que a guerra da Rússia contra a Ucrânia continua brutalmente.

O general Sir Patrick Sanders, que começou na segunda-feira na liderança do Exército Britânico, dirigiu-se às tropas e funcionários públicos pela primeira vez em uma mensagem interna na quinta-feira passada.

No rallying cry, publicado pela BBC, o comandante disse: "A invasão russa da Ucrânia sublinha nosso propósito central de proteger o Reino Unido, estando pronto para lutar e vencer guerras em terra. Existe agora um imperativo ardente para forjar um exército capaz de lutar ao lado de nossos aliados e derrotar a Rússia em batalha".

Ele acrescentou: "Somos a geração que deve preparar o Exército para lutar mais uma vez na Europa".

Sanders observou em sua mensagem que ele é o primeiro chefe do Estado-Maior, desde 1941, a "assumir o comando do Exército na sombra de uma guerra terrestre na Europa, envolvendo uma grande potência continental".

Ele estabeleceu objetivos, incluindo a mobilização e modernização do exército, numa tentativa de impulsionar a defesa da OTAN e de "negar à Rússia a chance de ocupar qualquer outra parte da Europa".

Sanders está liderando o menor exército que a Grã-Bretanha teve  durante mais de 300 anos, um período de tempo que se estende através da Guerra Fria até o reinado ingles como uma potência colonial global. Em março, dados do Ministério da Defesa mostraram que entre outubro de 2021 e janeiro de 2022, o número de soldados nas Forças Armadas do Reino Unido caiu em 1.800 - para pouco mais de 197.000.

Mais tarde naquele mês, o Secretário de Defesa Ben Wallace anunciou uma visão futura para o exército britânico, que incluía £3 bilhões (cerca de $3.7B) a serem gastos em novos sistemas de foguetes de longo alcance e defesas anti-aéreas, bem como £120 milhões (cerca de $147M) para a criação de novos Regimentos de Ranger.

O Primeiro Ministro Boris Johnson encontrou-se com o Presidente ucraniano Volodymyr Zelensky em Kiev na sexta-feira - em sua segunda visita surpresa desde que a invasão da Rússia começou em 24 de fevereiro.

"Foi incrivelmente emocionante caminhar pelas ruas de Kiev com você mais uma vez, prestar homenagem a seus soldados caídos, cujo sacrifício, coragem inconquistável e bravura jamais esqueceremos", disse Johnson.



VEJA MAIS