Operação em terra indígena com participação do Exército culmina com detenção de garimpeiros

Brasília (DF) – Dez pessoas ligadas ao garimpo ilegal se renderam após uma ação interagências da Operação Ágata Fronteira Norte, com participação do Exército Brasileiro na região de Homoxi, na Terra Indígena Yanomami (TIY). Os detidos foram transportados para a Base Aérea de Boa Vista (BABV) em duas aeronaves C-98 (Caravan) e levados para a sede da Polícia Federal em Boa Vista (RR).

No domingo, 23, por volta das 12h, após ação realizada na área de Homoxi, quatro pessoas se renderam. Na segunda-feira, 24, por volta das 10h, outras seis pessoas se dirigiram à base da Operação Homoxi e se entregaram. Os detidos informaram ainda que, após a última ação das Forças Armadas, não restaram garimpos ativos na região.

Operação Ágata Fronteira Norte

A Operação Ágata Fronteira Norte é um trabalho coordenado entre as Forças Armadas, as agências e os órgãos de segurança pública, de acordo com o Decreto nº 11.405, de 30 de janeiro de 2023, alterado pelo Decreto nº 11.575, de 21 de junho de 2023. Desde o início deste ano, as Forças Armadas apoiaram e efetuaram a prisão e o transporte de 87 garimpeiros ilegais da TIY para Boa Vista.

Compartilhar:

Leia também

Inscreva-se na nossa newsletter