19 de Abril, 2022 - 09:20 ( Brasília )

Terrestre

Dia do Exército - 19 de abril


ORDEM DO DIA
19 DE ABRIL – DIA DO EXÉRCITO

A Insurreição Pernambucana, ao ser considerada o “Berço da Nacionalidade”, nos remete de imediato a Guararapes, cujos feitos marcaram a gênese do Exército Brasileiro. Ali, surgiram nossos primeiros heróis, em uma espontânea fusão de raças. Brancos, negros e índios, conjurados livremente, sob o inédito brado de “Pátria”, lutaram bravamente contra o invasor estrangeiro. Com inteligência, coragem, espírito aguerrido e vigor, souberam concretizar o anseio de liberdade e o amor incondicional à terra. Nascia, de forma inequívoca, o sentimento de Soberania Nacional, nosso maior legado e do qual jamais abriremos mão, custe o que custar.

Hoje, uma vez mais, reverenciamos esse glorioso processo histórico de consolidação da Identidade Nacional.

O Exército Brasileiro, ao completar 374 anos de uma existência alicerçada em valores e tradições, e impregnado de um incansável comprometimento com a Nação Brasileira, agradece aos seus bravos soldados de todos os tempos os sacrifícios despendidos e os desafios ultrapassados, sempre em prol da nossa gente, com perseverança e acendrado patriotismo.

O apanágio do verdadeiro soldado, emoldurado pela Hierarquia e Disciplina, tem como pano de fundo a abnegação, a ética, o caráter, o espírito de corpo e o amor à profissão das Armas.

Estivemos presentes, ao lado da Marinha do Brasil e da Força Aérea Brasileira, em todos os importantes episódios da vida nacional, sempre prontos para a Defesa da Pátria, dos Poderes Constitucionais e da Lei e da Ordem.

Neste exato momento, em todos os rincões desse amado solo, há um combatente que, vigilante e atento, sob chuva ou sol, próximo ou distante de seus entes queridos, guarnece e protege “com sua vida”, nossas incomensuráveis riquezas na brasileira Amazônia, nos cerrados e nos pantanais, no agreste e nos pampas. É o “Braço Forte” e anônimo, sempre pronto e atento.

Além disso, nossa “Mão Amiga” coopera, permanentemente, com o desenvolvimento nacional; qualificando profissionais; abrindo estradas e ferrovias; revitalizando rios; perfurando poços e distribuindo água no semiárido; preservando nossas florestas; mitigando catástrofes e pandemias e executando inúmeras atividades subsidiárias. Onde seja necessária nossa presença ali estaremos, vigilantes e atentos ao chamado do Estado Brasileiro.

Fruto desse trabalho competente e obstinado, o Exército compartilha, com as Forças coirmãs, os maiores índices de confiança da sociedade brasileira, o que aumenta, sobremaneira, nossas responsabilidades.

Lembremos que Forças Armadas são um bem inalienável da Nação e vetor dissuasório imprescindível, no concerto internacional. O cidadão, ao respeitar e valorizar seus soldados, em essência, está investindo na garantia de seu Bem maior, a sua Liberdade.

A estatura de uma força armada é, nos momentos decisivos, a garantia da soberania e independência de um povo.

Assim, contemplando um passado de glórias, tradições e sacrifícios, compreendemos e valorizamos a nobreza de nossa vida castrense. O Exército não para! Enfrentamos, com denodo, as mudanças e os desafios que se façam necessários na construção de um futuro de grandeza, de ordem e de prosperidade.

O século XXI está a exigir, em todos os Campos do Poder, respostas rápidas e eficazes que façam frente aos desafios que, nesse ambiente multifacetado, certamente surgirão. Não será diferente no Campo Militar, onde os conflitos modernos, muito além da tradicional doutrina, demandarão a implementação de ferramentas de elevado conteúdo científico-tecnológico.

Nesse sentido, o Portfólio Estratégico do Exército foca o seu planejamento e a consequente alocação de recursos tanto no fortalecimento de capacidades militares quanto na entrega de benefícios à sociedade, por intermédio de tecnologias de uso dual. Nossos projetos estimulam a geração de empregos diretos e indiretos na Base Industrial de Defesa, aumentando a pauta de exportação e gerando mais riquezas para nossa Nação.

Por tudo isso, neste 19 de abril, reafirmamos o eterno compromisso de nossa Instituição com os anseios e as demandas dos irmãos brasileiros e com a Soberania de nosso País, o qual juramos defender “com o Sacrifício da Própria Vida”.

Prezados Discípulos de Caxias! Ao longo desses quase quatro séculos, estivemos sempre voltados para nossa missão, nascida em Guararapes, afirmada na Independência, confirmada no Império, exaltada nas lutas internas e externas e manifestada nas Constituições da República. Essa é a sua Força, exemplificada pelos heróis do passado e pelos homens e pelas mulheres do presente, que realizam, com seriedade, responsabilidade e eficiência, a parte que lhes cabe na construção do progresso e na defesa da Pátria, em união indissolúvel com o seu povo.

Que a honra, esse presente muito especial que o homem dá a si mesmo, os acompanhe em suas caminhadas.

Parabéns, Exército Brasileiro! Que Deus proteja e ilumine nossos soldados e suas famílias, pois são eles o sustentáculo e o maior tesouro que um Exército pode ter.

 

BRASIL, ACIMA DE TUDO!

 

General de Exército MARCO ANTÔNIO FREIRE GOMES
Comandante do Exército