19 de Outubro, 2020 - 10:30 ( Brasília )

Terrestre

AMAN realiza entrega de espadins a cadetes do primeiro ano


Tenente Carlôto

Para o cadete que está em seu primeiro ano da Academia Militar das Agulhas Negras (AMAN), receber o espadim simboliza o primeiro compromisso de dever com a pátria. Neste sábado (17), 444 cadetes da "Turma Centenário da Missão Militar Francesa no Brasil" assumiram essa missão em Resende, no Rio de Janeiro.

O evento ocorreu no Pátio Tenente Moura, situado na academia. O espadim, réplica do sabre de Duque de Caxias, patrono do Exército Brasileiro, significa a honra militar que acompanhará o cadete até o momento em que ele receberá a sua espada, símbolo do oficial das Forças Armadas. O momento foi de muita emoção para os cadetes e familiares presentes.

Além da entrega dos espadins pelos padrinhos e madrinhas, a cerimônia contou com diversos momentos significativos. Um deles foi quando a cadete Milena Canestraro deslocou o sabre que pertenceu, originalmente, a Duque de Caxias, em um pedestal em destacada posição.



Em outro momento de grande relevância, o cadete Rafael dos Santos Lelis, que atingiu a primeira colocação, teve a oportunidade de receber seu espadim diretamente do Presidente da República.

Além do presidente, Jair Bolsonaro, estiveram presentes na cerimônia o Vice-presidente, Hamilton Mourão; o Ministro da Defesa, Fernando Azevedo; o Ministro-Chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto; o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas; o Ministro da Educação, Milton Ribeiro; o Comandante do Exército, General Edson Leal Pujol; o Deputado Federal Vitor Hugo, além de outras autoridades.

Palavras de incentivo



Em não raras ocasiões, os oficiais egressos da AMAN ocupam lugares de destaque na sociedade. Durante a cerimônia, alguns ex-alunos transmitiram para os cadetes um sentimento de responsabilidade e de determinação sobre esse momento tão relevante. O Presidente Jair Bolsonaro deixou palavras de reconhecimento e incentivo : “Faltam ainda três anos e pouco pela frente. Eu peço a Deus que consiga estar aqui com vocês, em 2023, para participar de uma cerimônia bem maior, que é o final na nossa AMAN, a nossa espada de Caxias. Jovens cadetes, parabéns a vocês! Vocês merecem esse momento! Vocês se sacrificaram para isso! O Brasil espera muito de vocês!”

O Ministro da Defesa ressaltou o significado da cerimônia: “Nós estamos aqui na Academia Militar das Agulhas Negras, em Resende, na Cerimônia da entrega do espadim, da réplica do sabre do invencível Duque de Caxias, marca da efetivação como cadete do Exército Brasileiro, no primeiro ano da academia militar. É uma cerimônia muito comovente, muito prestigiada, mesmo no tempo da pandemia. Parabéns aos cadetes dessa turma de 2020.”

Sobre a cerimônia e a turma



A cerimônia de entrega dos espadins é tradição desde 1932, quando foi realizada pela primeira vez. A turma de 2020 é composta por cadetes egressos de diferentes partes do país e de outros países. 58% vêm da região Sudeste; 16,6% da região Sul; 9,8% da região Nordeste; 8,6% da região Centro-Oeste e 3,9% da região Norte. Além desses, há 14 cadetes oriundos de seis nações amigas.


Fotos: Suboficial Manfrim



ÚLTIMAS

Terrestre

MAIS LIDAS