13 de Agosto, 2020 - 10:20 ( Brasília )

Terrestre

Força-Tarefa Biguá realiza salto de adestramento em massa d’água, na zona de lançamento em Mangaratiba (RJ)


Na semana do dia 3 a 7 de agosto de 2020, o 27º Batalhão de Infantaria Pára-quedista (27º BI Pqdt) conduziu, na região de Sahy, Mangaratiba (RJ), mais uma fase de seu adestramento para o salto em massa d´água. Conhecida no meio aeroterrestre como Força-Tarefa Biguá (FT Biguá), essa fração é constituída por militares das diversas unidades da Brigada de Infantaria Paraquedista, tendo o 27º BI Pqdt como sua "espinha dorsal" e responsável por sua seleção e treinamento.

A capacitação da FT Biguá é realizada em 3 estágios, sendo o objetivo final a realização de uma incursão aeroterrestre com toda a força-tarefa conduzindo seus meios orgânicos, em uma zona de lançamento aquática, para o cumprimento de uma missão enquadrada em um cenário de conflito atual. Por ser uma atividade complexa, sua preparação deve ser contínua e meticulosa, a fim de manter os níveis operacionais e de segurança dentro dos padrões desejáveis. Durante o processo de preparação, a FT realiza constantes experimentações doutrinárias com o apoio do Centro de Instrução Pára-quedista General Penha Brasil (CI Pqdt GPB), da Companhia de Precursores Pára-quedistas (Cia Prec Pqdt) e da 1ª Companhia de Engenharia de Combate Pára-quedista (1ª Cia E Cmb Pqdt), a fim de desenvolver as técnicas mais adequadas para realizar a atividade.

Cabe ressaltar que pouquíssimas tropas paraquedistas no mundo possuem essa aptidão e o desenvolvimento contínuo dessa capacidade crítica é fundamental para a manutenção de um elevado grau de prontidão, tendo como objetivo adequar-se às características geográficas brasileiras. Essa capacidade torna-se ainda mais premente em regiões como a Amazônia e o Pantanal brasileiro, onde as opções de zonas de lançamento terrestre são escassas e os rios e lagos tornam-se uma valiosa opção para infiltração e incursão aeroterrestre.



ÚLTIMAS

Terrestre

MAIS LIDAS